Sexta-feira, 19 de julho de 2024
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Buscar
Fechar [x]
GERAL
19/06/2024 12h21

Ex-prefeito de Pescaria Brava precisa explicar tornozeleira sem bateria

A tornozeleira eletrônica teria ficado sem bateria entre 7h40 e 9h55 de segunda-feira

O ex-prefeito de Pescaria Brava, Deyvisonn da Silva de Souza (MDB), está sendo acionado para explicar supostas violações às regras do monitoramento eletrônico registradas na segunda-feira (17).


De acordo com os documentos de análise de violação, da Secretaria de Estado da Administração Prisional e Socioeducativa, adicionado ao processo, há indícios de que a tornozeleira eletrônica tenha ficado sem bateria entre 7h40 e 9h55.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O documento informa ainda que não foi possível fazer contato telefônico com o réu. Deyvisonn foi preso na primeira fase da Operação Mensageiro, em 6 de dezembro de 2022, quando cumpria agenda oficial em Brasília (DF). Renunciou ao mandato em julho e está solto desde setembro do ano passado, cumprindo medidas cautelares.


Erro de GPS


Na semana passada o ex-prefeito de Tubarão Joares Ponticelli (PP) também precisou explicar uma suposta ida à prefeitura. No entanto, a Secretaria de Estado da Administração Prisional e Socioeducativa admitiu uma "variação do sinal GPS" e que as medidas cautelares não haviam sido descumpridas.


Leia também: Secretaria admite 'variação de sinal GPS' e que Joares não descumpriu medida cautelar


Receba outras notícias pelo WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do Sul Agora.

Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.