Domingo, 20 de setembro de 2020
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • E-mail
Buscar
Fechar [x]
SEGURANÇA
31/01/2020 20h13

Não usar as faixas de pedestres é um risco iminente e desnecessário

Em Tubarão, é comum pedestres atravessarem vias movimentadas sem os devidos cuidados

A notícia é de quase um ano atrás, mas viralizou na internet nos últimos dias: uma mulher atropelada fora da faixa de pedestres foi condenada pela Justiça a indenizar a motorista por danos materiais em Chapecó. Ela teve que pagar R$ 2,8 mil pelo conserto do carro. Já pensou como seria se essa moda pegasse?


É fato que os pedestres são os mais vulneráveis no trânsito. Por isso mesmo, precisam ter atenção redobrada, principalmente ao atravessar as ruas. Mas a realidade mostra que é muito comum presenciar a falta dos cuidados necessários.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A redação do Sul Agora foi às ruas de Tubarão no fim da tarde desta sexta-feira (31) para observar o comportamento dos pedestres em uma das avenidas mais movimentadas da cidade, a Marcolino Martins Cabral. Lamentavelmente, mesmo com várias faixas próximas, é grande a quantidade de pedestres que insistem em se arriscar a atravessar em qualquer lugar, inclusive em meio aos carros e ônibus.


O artigo 69 do Código de Trânsito Brasileiro determina que, para cruzar a pista de rolamento, o pedestre deve tomar precauções de segurança, levando em conta principalmente a visibilidade, a distância e a velocidade dos veículos, "utilizando sempre as faixas ou passagens a ele destinadas sempre que estas existirem numa distância de até cinquenta metros dele".


Para o gerente de trânsito de Tubarão, Dionísio de Quadros, o ideal seria que a fiscalização de pedestres realmente fosse realizada, mas o baixo efetivo inviabiliza.

Fonte: Priscila Loch/Sul Agora
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • E-mail
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia