Quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Buscar
Fechar [x]
SAÚDE
09/03/2021 08h02

Febre amarela é confirmada em macacos encontrados mortos na região

Moradores estão passando por uma cobertura vacinal contra o vírus

Moradores de cinco cidades da região, Santa Rosa de Lima, Rio Fortuna, São Martinho, Grão-Pará e Braço do Norte, estão passando por uma cobertura vacinal contra a febre amarela. A medida é necessária após a Regional de Saúde de Tubarão confirmar a circulação do vírus na região de Santa Rosa de Lima. Dois macacos que foram encontrados mortos dias atrás tiveram a doença confirmada após exames.

“Agora, estamos intensificando, junto às secretarias municipais, a vacinação contra a febre amarela em todos os indivíduos entre nove meses e 59 anos de idade. Além disso, estamos trabalhando para capacitar as equipes para fazer o diagnóstico oportuno dos casos suspeitos de febre amarela, uma vez que, se for manejado de forma adequada, o risco de óbito é baixíssimo. Os sintomas iniciais são muito genéricos: febre, cefaleia, cansaço e enjoo. Por isso, é importante que não apenas nas cidades onde estão sendo encontrados os macacos mortos, mas em todos os municípios as pessoas procurem tomar a vacina, que está disponível em todos os postos de saúde”, pontua a bióloga Sabrina Fernandes Cardoso, da Secretaria de Estado de Saúde.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De acordo com a bióloga, até o momento já foram registradas 50 mortes de macacos na região, nas cinco cidades. É importante destacar que o aparecimento de macacos mortos em determinada região pode indicar a presença do vírus causador da febre amarela, uma vez que eles são considerados sentinelas, ou seja, são os primeiros infectados e que indicam a doença (eles não são transmissores do vírus).

“Todo o local está sendo mapeado, e está sendo feita a cobertura vacinal nos moradores. As equipes da Vigilância Epidemiológica dos municípios estão visitando casa a casa e orientando os moradores. Um ponto a ser destacado é que aumentou a procura pela vacina contra a febre amarela, que está disponível em todos os postos de saúde”, revela a bióloga.


A orientação é que o munícipe que, por acaso, encontre algum macaco morto ou doente vá até a unidade de saúde mais próxima e relate o ocorrido. Já a equipe deve anotar os dados e comunicar a Vigilância Epidemiológica municipal, que tomará as providências necessárias.

Fonte: Diário do Sul
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.