Sexta-feira, 25 de junho de 2021
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • E-mail
Buscar
Fechar [x]
GERAL
10/06/2021 16h53

Possíveis casos de raiva bovina são investigados em Sangão

Cidasc analisa causa da morte de pelo menos dez gados

As mortes de cerca de dez gados registradas em Sangão têm preocupado técnicos da Secretaria de Agricultura do município e da Cidasc (Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina). Os casos aconteceram na comunidade de Chapada do Orvalho nas últimas semanas.


O órgão estadual iniciou uma investigação para identificar a causa dessas mortes. A principal suspeita é que elas tenham sido causadas pela raiva bovina, doença transmitida por morcegos hematófagos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo o médico veterinário da Cidasc, Agnaldo Serafim, é importante que os produtores locais notifiquem a companhia caso exista indícios de ataques de morcegos aos animais. Qualquer situação suspeita deverá ser analisada pela Cidasc para que haja uma confirmação precisa e para que sejam pensadas ações em prol do combate à doença. “Há uma incidência destes animais em Tubarão e Pedras Grandes e é possível que tenha havido uma migração para a região de Sangão”, destaca Agnaldo.


A Secretaria de Agricultura de Sangão vai fazer contato com os proprietários rurais para iniciar o monitoramento e evitar novas ocorrências. “Precisamos contar com a colaboração dos produtores para que seja possível acompanhar a situação e evitarmos que esse problema aumente”, ressalta o secretário de agricultura do município, José Manoel de Souza Neto.


A raiva não tem cura estabelecida e a única forma de prevenção é por meio da vacinação. A doença é fatal e acomete os mamíferos, inclusive seres humanos. Por isso que a Cidasc alerta a população sobre medidas de prevenção e precaução para o combate da doença.


A zoonose é transmitida por animais domésticos, animais de produção e animais silvestres, ataca o sistema nervoso central (cérebro), causando mudança de comportamento, paralisia e, em alguns casos, agressividade.

Fonte: Redação | Foto: Ascom/Cidasc
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • E-mail
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia