Domingo, 16 de junho de 2024
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Buscar
Fechar [x]
SAÚDE
07/10/2020 06h58

Tubarão passa a ter maior centro de referência em Medicina Nuclear da região

Serviço foi reinaugurado nessa terça no Hospital Nossa Senhora da Conceição

O serviço de Medicina Nuclear do Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), em Tubarão, foi reinaugurado. O ambiente exclusivo dispõe de novo aparelho para exames de cintilografia e um moderno equipamento PET-CT, que avalia alterações metabólicas do organismo, contribuindo para o diagnóstico e tratamento de cânceres, doenças do coração e problemas neurológicos.

O equipamento foi adquirido através do Pronon – Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica, do Ministério da Saúde, com a parceria de 12 empresas que aportaram recursos financeiros por meio da Lei de Incentivo Fiscal. Isso permite, inclusive, o acesso a esta tecnologia aos pacientes que precisarem deste exame pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo o diretor executivo do HNSC, Fábio Tadeo Teixeira, este aporte das empresas para a aquisição do PET-CT foi de grande importância. O equipamento representou um upgrade no parque tecnológico do sistema de saúde do hospital, que também promoveu reformulações no serviço de Medicina Nuclear para recebê-lo. “Fizemos toda uma reforma na parte física e ainda adquirimos, com recursos próprios, um novo aparelho de cintilografia, mais moderno que o anteriormente utilizado e que também permitirá dobrar o número de exames no HNSC. Assim, oferecemos à comunidade um serviço completo e moderno, tanto de diagnóstico como de tratamento do câncer”, explica o diretor. Com a estrutura, o HNSC se torna o maior centro de referência em Medicina Nuclear da Amurel. Segundo Sérgio Roberto Maes, gerente de Geração Térmica, Eólica e Solar da Engie Brasil, uma das empresas parceiras do projeto, é uma honra ter contribuído para a compra deste equipamento.

A Engie está instalada na região há mais de 50 anos e sabe sua responsabilidade. “Na nossa cultura, o meio ambiente e a comunidade são fundamentais. Recebemos aqui o agradecimento, mas nós também queremos agradecer o hospital e os profissionais da área de saúde, porque sem eles não teria sentido doar equipamentos. Reconhecemos a dedicação de cada um deles”, ressalta Sérgio. A Engie realizou a doação de R$ 1,697 milhão para a compra do equipamento.

Redação
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.