Sexta-feira, 22 de outubro de 2021
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Buscar
Fechar [x]
SEGURANÇA
17/07/2020 07h08

MPSC entra com ação para que Braço do Norte, Grão-Pará e Rio Fortuna adotem quarentena

O pedido feito pelo Ministério Público será avaliado durante uma reunião na manhã desta sexta-feira

Uma reunião entre representantes do Ministério Público de Santa Catarina e prefeitos e procuradores jurídicos de Braço do Norte, Grão-Pará e Rio Fortuna está agendada para as 10h desta sexta-feira (17). A audiência foi proposta pelo juiz Lírio Hoffmann Júnior, da 1ª Vara Cível da Comarca de Braço do Norte, após o MPSC entrar com um pedido para que os três municípios refaçam os decretos de enfrentamento à pandemia de covid-19 seguindo as recomendações do Comitê Extraordinário Regional da Amurel.

Na ação civil pública, a promotora de Justiça de Braço do Norte, Fabiana Mara Silva Wagner, justifica que os decretos emitidos pelas três cidades não possuem estudo técnico homologado por uma comissão regional. A promotora ainda aponta que as medidas adotadas pelos três prefeitos “estão expondo seus municípios ao maior contágio do covonavírus” e que a questão econômica, “sem descurar de sua importância, não pode sobressair sobre a vida humana”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em determinado trecho da ação, a promotora é enfática e afirma que “é inegável que os requeridos Roberto Kuerten Marcelino, Márcio Borba Blasius e Lindomar Ballman pecaram pela proteção insuficiente da vida e da saúde da população, ignorando os esforços dos demais chefes do Poder Executivo da região da Amurel, ignorando os esforços de seus próprios servidores das secretarias de Saúde e Epidemiológica, ignorando os esforços que estão sendo despendidos por todos os órgãos e autoridades públicas que, diuturnamente e incessantemente, trabalham para minimizar os efeitos, já percebidos como nefastos a nível mundial e nacional, da covid-19”. A ação propõe ainda que forças policiais fiscalizem o cumprimento das ordens de isolamento e a aplicação de multa de R$ 3 mil por hora de descumprimento.

11 municípios entraram em quarentena

Dos 18 municípios da Amurel, 11 assinaram o decreto cumprindo a quarentena com recomendações do Comitê Extraordinário Regional, para acompanhamento e tomada de decisão quanto à covid-19. Seis municípios elaboraram decretos próprios, com um pouco mais de flexibilização no que se refere aos serviços não essenciais (Braço do Norte, Grão-Pará, Rio Fortuna, Jaguaruna, Laguna e Imbituba). Sangão deve assinar um decreto ainda nesta sexta-feira.

As recomendações do comitê se baseiam na orientação do Estado, nas informações do sistema regional de saúde, no aumento dos números de contágios, na redução da capacidade de atendimento no hospital referência regional diante da pandemia. O comitê é composto por profissionais de saúde indicados pelos 18 municípios da região.

Desde essa quinta-feira (16), apenas os serviços considerados essenciais estão funcionando nesses 11 municípios. O decreto vale por nove dias e segue até o dia 24.

Fonte: Guilherme Corrêa / Sul Agora
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.