Sábado, 23 de outubro de 2021
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Buscar
Fechar [x]
SEGURANÇA
11/08/2020 07h54

Inquérito que apura conduta de guardas municipais segue para o Ministério Público

Dois crimes teriam sido identificados por delegado

O inquérito policial que investiga a conduta de guardas municipais de Tubarão, após agressão a um motorista na garagem do prédio onde mora, foi concluído pelo delegado Felipe Samir e deve ser encaminhado até esta terça-feira (11) ao Ministério Público.  


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo o delegado, ele teria identificado dois crimes durante a investigação, mas disse que não pode dar mais detalhes sobre o inquérito. No mês passado, em entrevista ao Diário do Sul, o delegado explicou que cinco dos oito agentes afastados pela prefeitura foram ouvidos. Ele também adiantou que o caso, a princípio, não configurava tortura.

Agora o caso fica sob responsabilidade do Ministério Público (MP) e o promotor deverá definir se oferece denúncia, pede mais investigações ou opta pelo arquivamento. Na Câmara de Vereadores e na prefeitura de Tubarão, a conduta dos agentes envolvidos também está sendo analisada. Os guardas chegaram a ser afastados das funções externas, mas voltaram por conta da demanda durante a pandemia de covid-19.

As agressões aconteceram em junho e vieram à tona alguns dias depois, com a divulgação do vídeo de um circuito interno de segurança do prédio onde tudo aconteceu. As imagens mostram a detenção do homem, de 41 anos, que em seguida recebe vários chutes e golpes de cassetete.

Segundo o boletim de ocorrência, ele foi abordado por estar estacionado em local irregular, desacatou os agentes, fugiu, tentou atropelar dois guardas e ainda tentou desarmar um deles.

Fonte: Diário do Sul
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.