Segunda-feira, 20 de maio de 2024
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Buscar
Fechar [x]
SEGURANÇA
12/02/2024 12h54

Furtos de celular marcam o Bloco da Pracinha; veja medidas a tomar caso celular seja roubado

Criminosos tiram proveito da agitação e distração dos presentes para levar ou tomar à força os aparelhos

Durante o Bloco da Pracinha, que reúne a maior concentração de pessoas no Carnaval de Laguna, foram vários os registros de boletins de ocorrência por furtos de celular.


Os criminosos tiram proveito da agitação e distração dos presentes para levar ou tomar à força os aparelhos. Caso você seja alvo de roubo ou furto, é possível tomar uma série de providências para recuperar o celular ou, pelo menos, minimizar danos. Entre elas estão rastrear o smartphone e solicitar seu bloqueio pelo aplicativo Celular Seguro - ferramenta lançada no ano passado pelo Governo Federal para impedir que criminosos façam uso de dados e informações pessoais nos smartphones.


Na maioria das vezes, o furto do celular pode ser evitado com a adoção de algumas medidas como usar cordões de pulso ou pescoço para evitar que o smartphone seja puxado facilmente da mão. Guardar o telefone em doleiras também evita que criminosos tenham acesso ao aparelho. Na lista a seguir, veja seis medidas a se tomar caso o seu celular seja roubado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

1. Rastreie e bloqueie seu iPhone


Caso o seu iPhone seja furtado ou roubado, a primeira coisa a se fazer é verificar a localização em tempo real por meio do aplicativo “Buscar iPhone”. Para fazer isso, você deve acessar o recurso em outro dispositivo Apple ou no iCloud.com. Após isso, faça o login usando sua conta Apple ID. Na interface principal do aplicativo, escolha o dispositivo que você quer rastrear. Caso o aparelho esteja conectado à Internet, sua localização atual será mostrada em um mapa.


Para facilitar a busca, é possível também enviar um comando para o iPhone emitir um som. O aplicativo ainda permite bloquear o celular remotamente e ativar o "modo Perdido", para exibir uma mensagem personalizada na tela do smartphone. Mesmo que o iPhone esteja desligado, o usuário pode ativar a opção "Rede do App Buscar" para encontrá-lo.


2. Rastreie e bloqueie seu celular Android


Para conseguir rastrear um celular Android usando o aplicativo "Encontre Meu Dispositivo" é preciso ativar o recurso no celular antes de quaisquer problemas, como roubos ou furtos. A habilitação é feita nas Configurações do celular, geralmente nas opções "Segurança" ou "Localização".


Depois, instale e configure o aplicativo "Encontre Meu Dispositivo", disponível na Google Play Store, em outro smartphone Android, fazendo login com a mesma conta do Google associada ao celular que você deseja rastrear. Outra opção é usar a versão web do serviço (https://google.com/android/find).


Tanto o aplicativo quanto o site do Encontre Meu Dispositivo exibem uma lista dos aparelhos associados à sua conta do Google. Basta encontrar, na relação exibida, o telefone que você deseja rastrear, para que o serviço mostre a localização aproximada do modelo em um mapa. Lembre-se de que o celular precisa estar ligado e conectado à Internet para que o rastreamento funcione, e é necessário ter ativado a opção de localização previamente.


Assim como no aplicativo “Buscar iPhone”, o "Encontre Meu Dispositivo" também permite acionar opções para emitir sons, bloquear o aparelho remotamente e também apagar todos os dados salvos.


3. Solicite o bloqueio pelo Celular Seguro


Lançado pelo Governo Federal em dezembro do ano passado, o aplicativo “Celular Seguro” permite que o usuário bloqueie o aparelho e os aplicativos de banco em poucos cliques. Para utilizar o serviço, é necessário cadastrar alguns dados no aplicativo, informar uma ou mais pessoas de confiança e registrar o telefone usado. Além disso, o cadastro das linhas telefônicas deve estar atrelado ao CPF do usuário para o bloqueio funcionar.


O procedimento pode ser feito tanto pelo celular quanto pelo computador. Pelo celular, o usuário deve baixar o aplicativo “Celular Seguro”, que está disponível para Android e iOS. Feito isso, o usuário deve ingressar na plataforma com a sua conta Gov.br. e acessar a opção "Pessoas de Confiança" para cadastrar uma ou mais pessoas que poderão criar ocorrências no aplicativo por você em caso de furto ou roubo do aparelho. Em seguida, basta cadastrar as informações do seu smartphone no campo "Registrar telefone" para finalizar o cadastro.


Agora que o cadastro está finalizado, o usuário pode solicitar o bloqueio do smartphone por meio do Celular Seguro sempre que precisar. Para fazer isso, basta ir à tela inicial do app e tocar em "Registrar Ocorrência". Depois, acessar a opção "Meus telefones", se a ocorrência foi com seu celular, ou "Telefone de Confiança", caso você queira registrar a ocorrência para alguém. Preencha os dados, informando a data, tipo de situação, hora e estado da ocorrência. Confira as informações e toque em "Emitir" para finalizar o procedimento.


No computador, o procedimento é bem parecido, com a diferença de que, em vez de baixar o aplicativo, o usuário deve acessar a página https://celularseguro.mj.gov.br. Será preciso efetuar o mesmo procedimento que envolve o uso do app, tanto em termos cadastrais quanto para registrar ocorrências.


4. Entre em contato com o seu banco


Tão logo seja possível, é de suma importância informar o roubo ou o furto do seu celular aos bancos em que você possui conta. Ao tomar conhecimento do ocorrido, as instituições financeiras costumam tomar uma série de medidas protetivas para evitar que fraudes sejam efetuadas pelos criminosos que estão em posse do seu aparelho. Isso pode incluir monitoramento de atividades suspeitas, bloqueio temporário de certas transações ou até mesmo o bloqueio total da conta, se necessário.


5. Faça um boletim de ocorrência


O boletim de ocorrência é um documento oficial que registra o incidente do roubo do celular na delegacia do estado do ocorrido. O procedimento é útil para comprovar o ocorrido em situações futuras, como disputas com seguradoras ou questões legais. Atualmente, o registro já pode ser feito online, facilitando a vida de quem precisa de agilidade no processo.


Cada estado da federação possui um site próprio para a realização do procedimento. Em Santa Catarin, o usuário deve acessar o site da delegacia online da Polícia Civil (delegaciavirtual.sc.gov.br), e clicar em Registrar Boletim de Ocorrência. Em seguida, devem ser preenchidos os campos referente à vítima e às informações sobre o ocorrido.


6. Entre em contato com o seguro


Caso a vítima tenha seguro de celular, agora é a hora de acionar a seguradora. É necessário apresentar o boletim de ocorrência para solicitar a cobertura do aparelho. Cada empresa do setor adota tratativas diferentes, mas, em linhas gerais, é possível fazer a solicitação por via digital ou telefone.


Receba outras notícias pelo WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do Sul Agora.

Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.