Sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • E-mail
Buscar
Fechar [x]
SAÚDE
16/01/2021 06h59

Três variantes do coronavírus preocupam cientistas do mundo

As mais preocupantes foram identificadas na África do Sul, no Reino Unido e, nesta semana, no Brasil, no Amazonas

Das centenas de variantes do coronavírus que circulam atualmente pelo mundo, três preocupam os cientistas. Entre elas, a do Amazonas.


Nessa semana, a Organização Mundial da Saúde reuniu virtualmente pesquisadores de 124 países, incluindo o Brasil, para falar das pesquisas sobre as variantes. Segundo a organização, “altos níveis de transmissão significam que nós devemos esperar o surgimento de mais variantes”. 



CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Desde que a primeira versão do Sars-Cov-2 apareceu na China, os cientistas já listaram cerca de 800 variantes em todo o mundo. Mas três ganharam atenção especial: as que foram identificadas na África do Sul, no Reino Unido e, nesta semana, no Brasil, no Amazonas. 


“Atualmente, as linhagens estão sendo classificadas em linhagens que as pessoas têm que tomar mais cuidado. Então, essa entrou no rol desse grupo menor de linhagem das quais os cientistas acham que deve ter uma preocupação especial”, explica Ester Sabino, pesquisadora do Instituto de Medicina Tropical/ FMUSP. 


Segundo a nota técnica da Fiocruz do Amazonas, a evolução partiu de uma linhagem que circulava no estado desde abril do ano passado. Mas uma rápida taxa de mutação foi detectada entre dezembro de 2020 e janeiro de 2021.

 

A preocupação dos cientistas é que a variante do Amazonas tem mutações parecidas com as encontradas nas outras duas, justamente nas espículas, ou spikes, a "chave" que o vírus usa para entrar nas células.


O coordenador dos pesquisadores que monitoram a evolução do Sars-Cov-2 diz que ainda é cedo para dizer que a linhagem brasileira também é mais contagiosa, mas explica que esse tipo de variante tende a prevalecer.


Os cientistas lembram que as mutações dos vírus são globais. A linhagem do Amazonas poderia ter surgido em qualquer lugar do mundo. No entanto, variantes têm mais chance de aparecer nos lugares com mais casos da doença.


Os pesquisadores dizem que a vacina é urgente para barrar esse processo, mas lembram que a transmissão de todas as variantes do coronavírus é igual, e as medidas de prevenção devem ser também.


Fonte: Jornal Nacional - Foto: Divulgação
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • E-mail
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia