Sábado, 25 de maio de 2024
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Buscar
Fechar [x]
GERAL
16/04/2024 13h07

Prefeitura desliga servidor após denúncia de uso irregular de carro

A denúncia foi feita pela advogada Stael Stüpp através de suas redes sociais

Um servidor público da prefeitura de Tubarão foi desligado de seu cargo após denúncia de que estaria utilizando um veículo da Fundação de Meio Ambiente (Funat) para fins particulares.


A denúncia foi feita pela advogada Stael Stüpp através de suas redes sociais. A advogada descreve que o carro estava sendo usado para uso particular onde ocorreria uma festa privada. “Por isso que a população nunca tem carro, não tem atendimento emergencial, pois o carro está sendo usado para fins indevidos”, fala a advogada enquanto narra as imagens do veículo.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ainda na denúncia, a advogada alerta que o servidor estaria cometendo mais um crime ao usar o celular enquanto dirigia. “Isso é crime e vai ser levado para o Ministério Público”, diz Stael. O vídeo da denúncia tem quase 20 mil visualizações e dezenas de comentários repudiando a situação.


Ontem, o Diário do Sul entrou em contato com a prefeitura de Tubarão para esclarecimento dos fatos. “Com relação à denúncia feita, que apontou uso indevido de veículo da prefeitura de Tubarão, informamos que, assim que tomou conhecimento dos fatos, o prefeito Jairo Cascaes ordenou imediatamente o desligamento da pessoa envolvida”, informou a prefeitura através da assessoria de imprensa.


O DS questionou ainda que cargo o servidor ocupava, mas não obteve resposta por parte da prefeitura.


Receba outras notícias pelo WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do Sul Agora.

Diário do Sul
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.