Segunda-feira, 26 de fevereiro de 2024
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Buscar
Fechar [x]
GERAL
26/10/2020 08h34

Matheus de Souza, de Imbituba, é finalista do Prêmio Jabuti

Premiação é considerada referência no mundo literário do Brasil e o de maior destaque na América Latina

Matheus de Souza, natural de Imbituba, é um dos finalistas do Prêmio Jabuti. A premiação é considerada referência no mundo literário do Brasil e o de maior destaque na América Latina. O jovem concorre na categoria Economia Criativa com seu primeiro livro: “Nômade Digital”.

A notícia foi uma surpresa para Matheus. “Foi um choque, para ser sincero. Eu sequer sabia que estava concorrendo ao prêmio – são as editoras que inscrevem os livros. O Prêmio Jabuti é uma espécie de Oscar da literatura nacional. Escritores do calibre de Rubem Fonseca, Dalton Trevisan, Raduam Nassar, Fernando Sabino, Luis Fernando Veríssimo e Fabrício Carpinejar já venceram o prêmio. Só o fato de ser um dos finalistas já é uma honra enorme”, descreve Matheus. O resultado dos vencedores de cada categoria sai dia 26 de novembro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Matheus conta que sua paixão pelos livros surgiu na época da faculdade. O escritor é bacharel em Relações Internacionais pela Unisul de Tubarão. “Em 2013, aos 24 anos, criei meu blog e comecei a compartilhar algumas reflexões por lá. Em 2015, comecei a escrever no LinkedIn, ganhei uma certa visibilidade na rede e, em 2018, recebi a proposta da Autêntica, uma das maiores editoras do Brasil, para escrever o livro ‘Nômade Digital’”, completa Matheus.

A obra, que lhe rendeu a vaga de finalista do Prêmio Jabuti, é um passo a passo para aqueles que estão pensando em abandonar a vida de escritório. “Desde 2017 eu viajo o mundo enquanto trabalho de forma remota. O trabalho remoto não surgiu durante a pandemia. Sempre fui um grande entusiasta e já escrevi muito sobre o tema no meu blog e no LinkedIn. Minha ideia com o livro é justamente desmistificar isso. Tento mostrar que você não precisa esperar uma suposta aposentadoria ou fim da sua vida para desbravar o mundo. O nomadismo digital não é sonho nem ficção. E sim um novo jeito de encarar a vida e de se relacionar com o trabalho”, completa Matheus.

O jovem lançou seu livro em 2019 e já está em produção a obra “Passageiro”, que é uma coletânea com crônicas de viagens, que deve sair na metade de 2021. O imbitubense já visitou diversos países. “Tudo isso trabalhando ao mesmo tempo”, revela.

Fonte: Diário do Sul
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.