Sábado, 19 de setembro de 2020
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • E-mail
Buscar
Fechar [x]
GERAL
20/02/2020 18h31

Lúcio Flávio: Leilão é nesta sexta, sem reação das lideranças e da população

Lúcio Flávio avalia como as pessoas estão anestesiadas sobre alguns assuntos

Fico impressionado como, atualmente, as pessoas estão anestesiadas, sem reação a tudo que lhes é feito de maléfico. Até se poderia dizer que é por conta das férias, do Carnaval que está chegando e faz com que todo mundo se desligue mesmo. Deixa os problemas e as notícias ruins pra lá. O negócio é se divertir e relaxar. Mas não é só agora. Isso vem de algum tempo. Estamos sendo prejudicados o tempo todo e quase ninguém mais se incomoda.


O leilão que definirá a instalação dos pedágios no trecho Sul da BR-101 acontece nesta sexta-feira naturalmente, sem nenhuma reação das CDLs dos municípios atingidos, das suas associações comerciais, dos políticos e lideranças, com exceção do deputado Volnei Weber e da Fecam, presidida até poucas semanas atrás por Joares Ponticelli. Seremos extorquidos a cada vez que transitarmos na BR-101 sem que o governador Moisés tenha dito uma única palavra contrária aos pedágios.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

E de que adianta privatizar? Os lojistas que vão semanalmente a São Paulo sabem que trafegar pelas BRs na região de Curitiba é uma roleta russa, onde acontecem assaltos a ônibus, cada vez mais violentos. Os bandidos se aproveitam da falta de iluminação, de não haver câmeras pelas rodovias, e de nos lugares em que os assaltos ocorrem não haver sinal de celular. Tudo isso foi mostrado em rede nacional pelo Fantástico, da Rede Globo, no último domingo.


Ocorre que são rodovias também pedagiadas, sem oferecer, em troca, o mínimo de segurança para quem nelas trafega. A concessionária responsável pelo trecho com maior número de assaltos é a mesma que é responsável pelo trecho norte da BR-101 há 12 anos aqui no Estado, e até hoje não entregou o contorno viário da Grande Florianópolis. Ou seja, esses pedágios só servem para tirar cada vez mais dinheiro do otário do motorista, não para investir na rodovia.


Essa enganação vem de longe, eu dizia. Prometeram que as passagens aéreas ficariam mais baratas depois que cobrassem pelas malas. Piada! Que com a reforma da previdência o dólar iria baixar. E haveria ingresso de um imenso volume de capital estrangeiro, na forma de investimentos no país, que trariam os empregos de volta. Cadê? Com o fim da corrupção na Petrobras a gasolina ficaria mais barata. Nem a gasolina, muito menos a enrolação diminuiu.


Esse é um governo que não entrega o que promete. Estamos no segundo ano e a economia não reage. Os serviços públicos pioraram, nem o INSS funciona mais. Viramos o país da informalidade. Com milhões de pessoas fora do mercado de trabalho ou em trabalhos precários, sem contribuir para o INSS, não terá reforma da Previdência que dê conta do governo equilibrar suas demandas de gastos na área social e ainda sobrar para investimentos.


Impressiona o fato da maioria das pessoas se acostumarem com essa enganação constante, com o aumento da pobreza, com andarilhos em cada semáforo, num país que não gera emprego nem distribui riqueza. Onde a desigualdade só aumenta, e piorou a qualidade de vida dos que não pertencem ao 1% mais rico da população. Todos se indignam com corruptos, mas deveriam igualmente se indignar com governantes incompetentes - esses, tão prejudiciais quanto aqueles.

Fonte: Lúcio Flávio/Região em Destaque/Sul Agora - Foto: Elvis Palma
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • E-mail
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia