Quinta-feira, 15 de abril de 2021
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • E-mail
Buscar
Fechar [x]
GERAL
07/04/2021 08h52

Bolsonaro visita Chapecó após tratar cidade como exemplo no combate à pandemia

Agenda do presidente em SC deve durar poucas horas, com apenas um compromisso em Chapecó

O presidente Jair Bolsonaro desembarca novamente em Santa Catarina nesta quarta-feira (7), desta vez para uma agenda rápida em Chapecó. Será a sétima vez do presidente em terras catarinenses desde o início do mandato, e a primeira na maior cidade do Oeste do Estado. Na pauta, elogios à forma como o município lidou com a pandemia do coronavírus.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Bolsonaro deixou Brasília por volta das 6h40. A expectativa é que o presidente venha acompanhado do novo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e pouse na cidade por volta das 9h, segundo a prefeitura. O senador Jorginho Mello (PL) também estará na comitiva, que deve ser recebida pela governadora em exercício de SC, Daniela Reinehr. Às 9h45min há o único compromisso oficial na agenda, uma reunião com o prefeito de Chapecó, João Rodrigues (PSD).


O encontro deve ocorrer no Centro de Eventos, onde a prefeitura acabou de desativar uma unidade de tratamento semi-intensivo para pacientes com Covid-19. A montagem da estrutura foi uma das principais medidas do município para enfrentar o colapso no sistema de saúde. Na madrugada desta quarta-feira, o local foi pichado com palavras como “genocida, + vacinas – cloroquina”.


No entanto, foi o incentivo ao tratamento precoce que fez Bolsonaro elogiar a gestão em Chapecó e motivou a agenda em Santa Catarina. Em evento no início da semana, o presidente anunciou a viagem e elogiou o "trabalho excepcional":

- [Rodrigues é um] exemplo a ser seguido, por isso estou indo para lá. Para exatamente não só ver, mas mostrar a todo o Brasil que o vírus é grave, mas seus efeitos têm como ser combatidos. Mais ainda, naquele município —com toda certeza em mais [cidades], em alguns estados também— o médico tem a liberdade total para trabalhar com o paciente, total. Esse é dever do médico, uma obrigação e direito dele - disse o presidente na segunda-feira (5).


Em entrevista ao programa CBN Hub desta terça-feira (6), João Rodrigues esclareceu que a redução de casos de covid-19 em Chapecó ocorreu por vários fatores, e que a questão do tratamento precoce não significa apenas a indicação de medicamentos:

— O fato é que as pessoas estão confundindo e isso me deixa preocupado e irritado. Tratamento precoce para nós em Chapecó não é especificamente cloroquina e ivermectina. Não estamos tratando da marca do remédio. Tratamento precoce é tratar imediatamente. A medicação é o médico que define para o paciente em cada estágio da doença — disse.

Fonte: NSC Total
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • E-mail
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia