Quinta-feira, 24 de setembro de 2020
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • E-mail
Buscar
Fechar [x]
ESPORTES
27/01/2020 14h56

Glauco Moretti: Falta um camisa 9... e um 10 no Atlético Tubarão

Na coluna da última semana, citei que não era difícil prever o principal problema do Atlético Tubarão neste início de competição. A falta de um camisa 9, um finalizador. Na estreia, o time criou, martelou o JEC algumas vezes, mas não conseguiu marcar. No segundo jogo da competição, em casa, contra o Figueirense, isso voltou a acontecer, mas com um agravante na primeira etapa: não conseguiu sequer criar, tampouco finalizar.


Atitude


Teve o domínio , ficou girando em frente à área do Figueirense, mas faltou um pouco mais de atitude. Na única chance que teve, o Figueirense não perdoou. Diego Gonçalves, com muito espaço, veio costurando em frente à área do Tubarão, e numa tabelinha rápida fuzilou sem chances. Frouxidão total na marcação.


Burocrático dos dois lados


Figueirense, após o seu gol, fez o jogo mais burocrático que eu já vi. Utilizou-se do calor pesado, e ficou esperando e matando a jogada. Esperando, matando a jogada. Foi isso o jogo todo. Uma linha de cinco na intermediária e de quatro na defesa. Quase intransponível. Mas, para o Peixe, estão faltando recursos. Criatividade quase zero. Nas poucas chances que teve, quase tudo em chutes de média distância, de fora da área.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Arrancada ruim


O gol da vitória do Figueirense veio num contra-ataque, num momento em que o Peixe atacava desordenadamente. Cruzamento da direita, onde, mais uma vez, nenhum jogador foi “matar a jogada”. Pode acontecer quando se trata de uma equipe jovem, como a do técnico Pingo. Arrancada de campeonato mais uma vez muito ruim pelos lados do Domingos González.


Comentarista por um jogo


O próximo confronto é contra o Criciúma, no Estádio Heriberto Hülse. Pelo papel e pelo que apresentou até agora, o Criciúma tem um leve favoritismo, mas nada impede o contrário. Vou comentar esse jogo, na próxima quinta-feira, pela Rádio Cidade FM, 103,7 FM.


Morte prematura de uma lenda


O mundo esportivo se entristeceu com a morte prematura do ex-jogador de basquete Kobe Bryant. Um dos grandes da modalidade. Um dos maiores jogadores de basquete de todos os tempos, Kobe Bryant morreu neste domingo (26). A lenda do Los Angeles Lakers sofreu um acidente de helicóptero em Calabasas, cidade localizada na Califórnia, e morreu aos 41 anos. As causas do acidente ainda não foram reveladas, mas vídeos mostraram a aeronave em chamas.


Rápidas


- Moisés, atacante do Concórdia, teve pouquíssimas chances no Hercílio Luz, e desde que saiu de lá, seu futebol só cresceu, o que comprova que foi pouco aproveitado. É um dos destaques do Catarinão.


- Erros de passe do Atlético Tubarão, sobretudo no segundo tempo, atrapalharam demais. Erro primário que o futebol de hoje não perdoa.


- Imaginava-se dificuldade por ser um time jovem, mas são os experiente que estão deixando a desejar.


- Os salários, ao que parece, seguem atrasados, mas vontade não faltou em nenhum momento.


- Chorando a garfada: O gol da vitória do Juventus contra o Tigre veio num pênalti que não houve. Foi fora da área a falta. Arbitragem já fazendo lambança no futebol catarinense.


- Kobe Bryant, em diversas oportunidades, já ressaltou que seu ídolo era o brasileiro Oscar Schimidt, o Mão Santa.

Fonte: Glauco Moretti - Foto: Leonardo Hübbe /CA Tubarão
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • E-mail
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia