Quinta-feira, 02 de dezembro de 2021
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Buscar
Fechar [x]
SEGURANÇA
20/10/2021 18h02

Trio que aplicava golpes contra idosos e mulheres em bancos de Tubarão tem condenação mantida

Decisão da 5ª Câmara Criminal do TJ-SC foi divulgada nesta quarta-feira

Três homens que aplicavam golpes contra idosos e mulheres dentro de agências bancárias de Tubarão tiveram condenação mantida na 5ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC). A decisão foi unânime.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo divulgou o TJ-SC nesta quarta-feira (20), houve readequações nas penas e multas aplicadas. Os acusados foram condenados por roubo, estelionatos, furtos qualificados, com penas de reclusão de 18 anos, três meses e 10 dias de reclusão e a 45 dias-multa; 15 anos e a 42 dias-multa; e quatro anos e quatro meses e 21 dias-multa. Um dos réus já possuía condenação anterior por estelionato.


Para a desembargadora Cinthia Beatriz da Silva Bittencourt Schaefer, relatora da matéria, "apenas o cárcere será capaz de fazer cessar o ímpeto criminoso dos três. Há de se considerar também que vieram de outro Estado da Federação para aqui delinquir, fator que indica a maior gravidade concreta de suas condutas”, destacou.


Os golpes


Segundo o TJ-SC, um dos acusados entrava no banco e escolhia a vítima, depois aplicava o golpe conhecido como "esquecidinho" - fingir que deixou cair um malote de dinheiro para a vítima devolver e então oferecer-lhe uma recompensa pela boa ação.


Apesar de iniciarem o golpe do mesmo jeito, para conseguir subtrair os bens das vítimas os acusados usavam técnicas diferentes.


Com um idoso, um dos réus fingiu colocar um pacote com dinheiro em seu bolso em forma de agradecimento, mas ao mesmo tempo lhe roubou a carteira. Em outra ocasião, uma mulher foi a vítima. Nesse golpe, os acusados a levaram até uma falsa agência para receber uma recompensa. Já no local, criaram uma cena e, ao menor descuido da mulher, lhe furtaram a bolsa com o valor que ela acabara de sacar pouco antes do crime – além de seu celular.


Já uma outra senhora que apenas apontou para o malote e seguiu seu caminho sem dar atenção aos golpistas foi ameaçada com um canivete e obrigada a entregar a carteira com o dinheiro e cartões de crédito. Em todos os casos, os criminosos saíam do local de forma calma para não levantar suspeitas.


Siga nosso Instagram e acompanhe tudo o que acontece no Sul. Agora: https://www.instagram.com/portalsulagora/

Fonte: TJ-SC - Foto: Ilustrativa
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.