Quarta-feira, 19 de junho de 2024
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Buscar
Fechar [x]
SEGURANÇA
19/01/2021 09h22

Polícia Civil de Orleans indicia 13 pessoas por falsificação de sabão em pó

Sabão fabricado e vendido sem autorização era comercializado como Omo

A Polícia Civil de Orleans indiciou 13 pessoas por falsificação, crimes contra a relação de consumo e contra registro de marca. Segundo as autoridades, o grupo seria responsável por fabricar e vender sabão em pó sem autorização dos órgãos competentes, movimentando em torno de R$ 71 mil.

A conclusão do inquérito da operação “Falso Rinso” apontou que a falsificação era feita na casa de um dos envolvidos. Ali, o grupo produzia uma mistura que gerava o sabão em pó. Depois, esta mistura era colocada em pacotes da marca Omo e revendida.

De acordo com o que foi apurado pela polícia, o total de produto ilegal gerado em alguns meses de atuação teria chegado a 11 toneladas. As investigações tiveram início em julho de 2019. Na época, o homem que seria responsável pelo esquema chegou a ser preso. Segundo o delegado Ulisses Gabriel, ele segue em liberdade provisória concedida pela Justiça.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em fevereiro de 2020, a segunda fase da operação apreendeu diversos documentos e materiais que, segundo a polícia, comprovaram a participação dos outros envolvidos. As buscas foram realizadas em Orleans, Tubarão, Cocal do Sul, São José e Barracão, no Paraná. O inquérito apontou que o esquema contava com o apoio de gráficas para a produção das embalagens falsificadas, de falsos representantes comerciais, revendedores, apoiador financeiro e até auxiliares de produção que colaboravam empacotando os produtos.

Durante a operação, foram apreendidos 17 celulares, dois notebooks, tablet, dois computadores, maconha, sabão em pó usado para fazer a mistura e embalagens falsificadas. O sabão em pó apreendido será doado para entidades beneficentes. Agora, o inquérito policial segue para o Ministério Público, que pode acolher a denúncia e encaminhá-la à Justiça ou solicitar mais informações e diligências.

Diário do Sul / Foto: Polícia Civil
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.