Segunda-feira, 06 de abril de 2020
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • E-mail
Buscar
Fechar [x]
SEGURANÇA
28/11/2019 06h15

Pai perde R$ 5 mil após ser vítima de falso sequestro do filho em Braço do Norte

Um caso semelhante já tinha sido registrado há menos de 15 dias na região

Um morador de Braço do Norte foi vítima de um golpe. O caso aconteceu quando estelionatários ligaram e informaram que o filho do homem havia sido sequestrado. Para o resgate, os golpistas pediram o valor de R$ 5 mil. O dinheiro teria que ser transferido para que o ‘falso” refém pudesse ser libertado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo a Polícia Militar (PM), o crime, chamado de golpe do falso sequestro, aconteceu na terça-feira. A vítima recebeu uma ligação. Do outro lado da linha, bandidos informaram ao homem que tinham sequestrado seu filho e pediram R$ 5 mil para que libertassem o familiar. Desesperado, o pai transferiu a quantia de R$ 5 mil para a conta dos supostos sequestradores.

Tempos depois, a Polícia Militar recebeu a informação do estelionato e foi até a vítima, que forneceu o comprovante de transferência. O gerente do banco informou aos policiais que não havia como fazer o estorno. Os policiais constataram que a conta era de uma agência em Petrópolis, no Rio de Janeiro.

Além disso, entraram em contato com o filho e descobriram que o ocorrido era um golpe. Um caso semelhante foi registrado há menos de 15 dias na região. Contudo, a Polícia Militar (PM) evitou que uma idosa de 76 anos fizesse o pagamento do falso sequestro.

Segundo a PM, a mulher recebeu uma ligação e foi informada também de que seu filho havia sido sequestrado. A vítima pegou o cartão do banco e se deslocou para a agência. Ela informou aos criminosos que possuía apenas R$ 1 mil, e eles pediram que ela depositasse o dinheiro.

No momento em que a guarnição conversava com a vítima, o filho dela conseguiu ligar para o irmão, com isso ficou claro que se tratava de um golpe. A polícia orienta que, caso alguém receba ligação semelhante, mantenha a calma, entre em contato com a PM e tente contato com o familiar em questão.

Fonte: Redação
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • E-mail
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia