Domingo, 21 de julho de 2024
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Buscar
Fechar [x]
SEGURANÇA
19/04/2024 07h06

Assassinato de Carol Seidler é relembrado pelo Linha Direta, da TV Globo

Um dos crimes mais cruéis registrados em Tubarão completará 10 anos em dezembro de 2024

O programa Linha Direta, da TV Globo, relembrou o assassinato da tubaronense Carol Seidler. A matéria especial encerrou a edição desta quinta-feira (18) e contou com a entrevista do pai da menina, Gilson Botega Calegari.

Um dos crimes mais cruéis registrados em Tubarão completará 10 anos em dezembro de 2024 e segue sem a prisão da principal suspeita: Silvana Seidler. O nome de Silvana está entre os mais procurados na Interpol, na Polícia Federal e também aparece no portal Foragidos, criado pela Polícia Civil de Santa Catarina.

“Ela era uma filha excelente e querida por todo mundo. A Silvana era a melhor mãe do mundo na época. A separação (do casal) partiu dela. Isso foi em abril. Em setembro, comecei a ter um relacionamento com outra pessoa e acho que ela começou a ter ciúmes”, relatou o pai, no começo do depoimento.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Eu fiquei com a Carol em casa. Naquela noite, quando fui levar a Carol, a Silvana pediu para eu voltar, mas falei que não queria mais. Acho que aí começou o gatilho”, segue o relato de Gilson.

“Tempos depois, fui lá buscar a Carol e ela disse que a Carol sumiu. Eu entrei pra procurar ela e tínhamos em casa um quarto de empregada, que sempre estava trancado. Eu quis abrir e ela disse que não, que ela não sabia onde estava a chave. Ali já começou o pesadelo. Fui na igreja, tentar pedir pra Deus me iluminar, pra ver se eu achava ela. Aí a Silvana me ligou, falando que estava na delegacia fazendo o B.O.”, conta o pai de Carol.

Depois desse dia, Silvana não foi mais vista e o corpo de Carol foi encontrado sem vida. “O mundo acabou pra mim na hora”, diz o pai.

O programa mostrou ainda um bilhete deixado por Silvana para Gilson: “Este é o teu presente de Natal”.

Silvana foi indiciada por homicídio como crime hediondo pela asfixia por esganadura e meio cruel de ocultação de cadáver.

Assista aqui a matéria exibida pelo Linha Direta: https://globoplay.globo.com/v/12530583/

Receba outras notícias pelo WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do Sul Agora.

Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.