Sábado, 04 de dezembro de 2021
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Buscar
Fechar [x]
SAÚDE
03/07/2020 20h50

HNSC está com 100% de ocupação dos leitos do SUS destinados à covid

Leia na coluna de Lúcio Flávio que ocupação pelo SUS já chegou ao seu limite máximo na cidade

Não está bem claro quantas UTIs temos disponível nesse momento em Tubarão, ou no Sul do Estado. Os dados são meios truncados, dependendo de quem divulga. O Governo do Estado diz que até essa sexta-feira (3), em todo o Sul de Santa Catarina, há 146 leitos de UTI, dos quais 86 estão ocupados por pacientes com outras doenças, 30 estão ocupados por pacientes com covid-19 (confirmados ou suspeitos) e outros 30 estariam disponíveis. Mas há um porém.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em Tubarão, temos 20 leitos disponíveis para a covid, informa a prefeitura. Destes, até essa sexta, 12 estavam ocupados, o que dá uma ocupação de 60%, como consta nos boletins divulgados pela prefeitura. Mas aí essa conta precisa ser melhor explicada. Ocorre que 12 é o número de leitos de UTI que estão atualmente credenciados junto ao SUS, o que equivale a dizer que estamos com 100% dos leitos destinados ao SUS ocupados em Tubarão.

Sobram oito leitos, mas esses atenderiam apenas convênio ou pacientes particulares. A prefeitura anunciou que habilitou na quinta-feira (2) junto ao governo federal mais cinco leitos de UTI no Hospital Nossa Senhora da Conceição. Em 27 de abril o governo do Estado já havia anunciado o credenciamento de 10 leitos da UTI do HNSC junto ao Ministério da Saúde. Se agora tem 12, então só havia dois leitos de UTI para o SUS no começo da pandemia?

Também há os leitos particulares do Hospital Socimed. Em 28 de março foi ativada uma ala com 10 novos leitos de UTI, exclusivos para covid, e já houve um pedido para que fossem credenciados junto ao SUS, mas ainda sem sucesso. Sem vagas no SUS em Tubarão, pacientes serão remanejados para outros hospitais. O problema, convém ressaltar, não é apenas a falta de leitos. Precisa de médicos e enfermeiros capacitados, equipamentos de proteção etc.

O que falta deixar claro é quais ações serão tomadas, por prefeitura e Estado, nos próximos dias, com a evidente superlotação que enfrentaremos nos hospitais de Tubarão e do Estado, com a taxa de ocupação de leitos crescendo nesse ritmo que estamos vendo. É como ver nosso rio prestes a transbordar. Já estava num nível muito alto, e começou a chover forte e sem parar, anunciando uma iminente tragédia. Qual o plano de contingência?

Fonte: Lúcio Flávio/Região em Destaque/Sul Agora
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.