Quinta-feira, 15 de abril de 2021
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • E-mail
Buscar
Fechar [x]
SAÚDE
24/02/2021 07h42

Estado apresentará medidas mais rígidas para conter avanço da covid-19

Restrições devem ser publicadas nesta quarta-feira (24), no Diário Oficial

Quase um ano após o início da pandemia de covid-19 e ao registrar mais de 7 mil mortes pela doença, Santa Catarina voltará a ter medidas restritivas para tentar frear o contágio de covid-19.

Nessa terça-feira (23), uma reunião virtual reuniu o governo de Santa Catarina, prefeitos das 30 maiores cidades do Estado e das cidades do litoral. Nesta reunião, o governo anunciou que publicará um decreto com medidas restritivas que passa a valer ainda nesta semana e vai durar 15 dias.


Restrição em velórios, em Tubarão


O prefeito de Tubarão, Joares Ponticelli, foi um dos participantes da videoconferência. Após o encontro, Joares informou que a cidade deve adotar ações mais restritivas com relações aos velórios.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Infelizmente esse é um tema muito sensível, mas tivemos casos de contaminação em massa em velórios. Por isso vamos rever algumas questões no decreto e também recriar a força-tarefa de fiscalização para coibir e tentar reduzir o índice de contágio que está muito elevado e vai colapsar o sistema de saúde em Santa Catarina”, alertou o prefeito.

Enquanto o prefeito participava do encontro on-line para encaminhar uma solução coletiva em nível estadual, o diretor-presidente da Fundação Municipal de Saúde, Daisson Trevisol, conversava com representantes de hospitais, juntamente com o secretário adjunto de Saúde de Santa Catarina, Alexandre Lencina Fagundes, e o superintendente de Serviços Especializados e Regulação da Secretaria de Saúde, Ramon Tártari.
 

“Foi uma reunião de trabalho para prevenir a situação que está por vir. Alinhamos tratativas para aumentar o número de leitos no Hospital Nossa Senhora da Conceição e também nos hospitais de Braço do Norte, Imbituba e Laguna”, destacou Daisson.


O que foi falado durante a reunião entre prefeituras e governo do Estado


Segundo o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, em entrevista ao CBN Hub, as novas restrições estaduais devem valer por 15 dias e envolvem a redução da capacidade máxima do transporte coletivo para 50%, a proibição de atividades entre meia-noite e 6h, proibição de festas e baladas em casas noturnas e a limitação da ocupação em atividades de lazer para 25% da capacidade.


Além das medidas, o Estado prometeu aos prefeitos um reforço de 500 policiais militares exclusivamente para a fiscalização das medidas sanitárias contra o coronavírus. Moisés também informou aos prefeitos que o Estado possui R$ 600 milhões para a ativação de leitos de UTI na rede privada.

Fonte: Redação - Foto: Anderson Coelho
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • E-mail
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia