Segunda-feira, 20 de maio de 2024
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Buscar
Fechar [x]
MUNDO
10/11/2023 16h41

Fronteira de Gaza com Egito é fechada e brasileiros ficam retidos

A pendência para a abertura da fronteira é a autorização para que ambulâncias passem primeiro

O embaixador do Brasil no território palestino da Cisjordânia, Alessandro Candeas, afirmou que a saída dos 34 brasileiros da Faixa de Gaza não ocorrerá nesta sexta-feira (10). Segundo ele, o grupo está "chateado" após as expectativas frustradas de deixar o local, mas "aliviado" por estar na lista de nacionalidades que devem sair nos próximos dias


Alessandro Candeas afirmou que a passagem dos brasileiros pela fronteira do Egito deve ocorrer neste sábado (11). "É o que espero todo dia", disse ele. "Estão chateados e aliviados ao mesmo tempo, porque não foram hoje mas estão na lista", afirmou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A pendência para a abertura da fronteira é a autorização para que ambulâncias passem primeiro com os feridos para serem atendidos no Egito, segundo Candeas.


Um acordo entre Egito, ONU, EUA e Israel prevê que pessoas de diferentes nacionalidades são autorizadas a passar pela fronteira depois que todas as ambulâncias com feridos façam o trajeto.


Voltar para o Brasil


O comerciante Hasan Rabee, 30, disse que espera "todos os dias" pelo momento em que ele, a mulher e as duas filhas deixarão a Faixa de Gaza. Ele faz parte do grupo de 34 pessoas que se inscreveram para ser repatriadas ao Brasil após a intensificação dos bombardeios israelenses. 


Rabee disse que a espera para voltar a São Paulo, cidade em que vivia com a família, "parece um filme de terror". "A gente está louco, acordamos todos os dias com a expectativa de sair daqui. Estou louco para voltar para casa."


Ele saiu de São Paulo para visitar a mãe na Faixa de Gaza no final de setembro e não conseguiu mais sair de lá. Com a intensificação dos bombardeios, ele, a esposa e suas duas filhas vivem agora com outros 18 familiares que vieram do Norte de Gaza e se acomodaram na casa da mãe dele, em Khan Yunis, no Sul da região.


Rabee disse que ele e a família não dormem à espera da divulgação das listas com as nacionalidades autorizadas a deixarem Gaza. "A gente nem dorme porque as listas são publicadas por volta da 1h ou 2h".


Receba outras notícias pelo WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do Sul Agora.

Imagem: Hazan Rabee
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.