Quarta-feira, 26 de janeiro de 2022
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Buscar
Fechar [x]
MUNDO
11/01/2022 08h06

Coreia do Norte lança 'possível míssil balístico' no Mar do Leste

País já havia testado, semana passada, um míssil hipersônico; primeiro-ministro japonês lamenta que governo de Kim Jon-Um continue com lançamentos

A Coreia do Norte lançou um "possível míssil balístico" no Mar do Leste, informaram as forças armadas sul-coreanas na terça-feira de manhã (noite de segunda-feira no Brasil), menos de uma semana depois de o governo de Pyongyang ter testado um míssil hipersônico.


"Nossas forças armadas detectaram um possível míssil balístico disparado pela Coreia do Norte em terra em direção ao Mar do Leste", informou o Estado-Maior Conjunto da Coreia do Sul em comunicado.


O lançamento também foi relatado pela guarda costeira japonesa, que indicou que era um "objeto semelhante a um míssil" e parecia ter caído fora da zona econômica exclusiva do Japão, informou a agência de notícias Kyodo, citando fontes do governo em Tóquio.


— É extremamente lamentável que a Coreia do Norte continue lançando mísseis —  disse o primeiro-ministro japonês, Fumio Kishida, a repórteres, observando que as Nações Unidas acabaram de discutir como responder ao lançamento da semana passada do que a Coreia do Norte alegou ser um "míssil hipersônico".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Expansão bélica


O lançamento ocorreu depois que seis países, incluindo os EUA e o Japão, pediram à Coreia do Norte que suspenda as "ações desestabilizadoras" antes de uma reunião do Conselho de Segurança da ONU para discutir o teste do míssil que Pyongyang chamou de "hipersônico".


França, Reino Unido, Irlanda e Albânia aderiram a esse apelo, pedindo a Pyongyang "que se engaje em um diálogo que leve ao nosso objetivo comum de desnuclearização completa".


— O lançamento tem motivações políticas e militares — disse Shin Beom-chul, pesquisador do Instituto de Pesquisa da Coreia para Estratégia Nacional. — A Coreia do Norte continua realizando testes para diversificar seu arsenal nuclear.


Desde que Kim Jong-um chegou ao poder, há dez anos, a Coreia do Norte viu um rápido avanço em sua tecnologia militar, pela qual recebeu sanções internacionalmente. Apesar das sérias dificuldades econômicas sofridas durante a pandemia de coronavírus, Kim insiste em fortalecer a capacidade de guerra de seu país.


Em 2021, a Coreia do Norte disse que havia testado com sucesso um novo tipo de míssil balístico lançado por submarino, uma arma lançada por trem e a ogiva hipersônica.


Em uma reunião do partido governista norte-coreano em dezembro, Kim prometeu continuar a fortalecer o aparato militar do país.

Fonte: O Globo
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.