Domingo, 19 de maio de 2024
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Buscar
Fechar [x]
GERAL
09/02/2024 07h59

Réu que preparou emboscada para matar homem por vingança é condenado a 20 anos de prisão

O crime foi praticado por dois adultos e um adolescente. O primeiro réu foi a júri popular nesta terça-feira

Após denúncia do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), o Tribunal do Júri da Comarca de Tubarão condenou um homem a 20 anos, 4 meses e 20 dias de reclusão, em regime inicialmente fechado, por homicídio triplamente qualificado e corrupção de menores.


Foi negado o direito de recorrer em liberdade, iniciando-se, de imediato o cumprimento da pena. O crime, triplamente qualificado, foi cometido por motivo torpe, meio cruel e mediante emboscada.


O ato criminoso foi praticado em outubro de 2016 quando um adolescente, a mando do réu e de outro adulto, atraiu um homem para um local ermo, dentro de um milharal, onde os dois adultos o aguardavam e, de maneira rápida, desferiram-lhe 20 golpes de faca.


A vítima foi assassinada porque consumira uma porção de droga que havia sido deixada sob sua guarda para posterior venda, levando à incidência da qualificadora de motivo torpe. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Conforme sustentado pelo promotor de justiça Rafael Rauen Canto, que atuou na sessão do júri, além do homicídio, o homem corrompeu o menor que, sob ordem dos réus, convidou a vítima para ir até o local onde o crime foi praticado, atraindo-o à emboscada, além de ter desferido alguns dos golpes que a levaram a óbito.


Ademais, o crime foi praticado por meio cruel, devido ao número de facadas desferidas pelos três agentes, que causou intenso sofrimento físico e morte por traumatismo torácico, conforme laudo pericial. O MPSC havia denunciado, ainda, o homem pelo crime de ocultação de cadáver, já que o corpo da vítima foi arrastado para o interior do milharal, em local afastado.


O segundo adulto envolvido ainda será julgado, respondendo pelos crimes de homicídio qualificado, corrupção de menores e ocultação de cadáver. Já o adolescente, respondeu perante o Juízo da Infância e da Juventude e recebeu medida socioeducativa de internação.


Receba outras notícias pelo WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do Sul Agora.

Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.