Domingo, 03 de março de 2024
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Buscar
Fechar [x]
GERAL
05/01/2021 19h39

Moradores da Praia do Rosa lançam petição em busca de planejamento, fiscalização e policiamento

Documento online foi lançado esta semana e até a noite desta terça já tinha mais de 2,4 mil assinaturas

Mais de 2,4 mil pessoas já assinaram uma petição online a ser enviada à prefeitura de Imbituba e ao Ministério Público pedindo mais atenção para a atual situação da Praia do Rosa. A carta aberta cita os principais problemas enfrentados pela comunidade e propõe dez medidas.


Algazarra sem hora para acabar e público predatório, que importuna, acaba com a tranquilidade e o sossego alheio, e degrada a natureza ao descartar lixo em locais impróprios são algumas das questões levantadas. "Não é justo obrigar moradores e turistas a ouvirem som em alto volume na praia, em locais públicos e em suas próprias residências", justifica um trecho da petição.


Os moradores pedem planejamento, fiscalização e policiamento. Eles alertam para a necessidade de evitar um colapso no sistema de saúde, fomentar o turismo consciente, preservar o meio ambiente e evitar lixo nas faixas de areia e vias públicas, além de garantir sossego a quem reside na região.


Para os manifestantes, há descaso da prefeitura e dos órgãos públicos frente ao enfrentamento da pandemia e ao turismo predatório. O prefeito Rosenvaldo Júnior foi procurado pela redação do Sul Agora, por meio de sua assessoria de imprensa, para falar sobre o assunto, mas não se manifestou até por volta das 19h30 desta terça-feira (5).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Medidas propostas:


1. Realização de estudo técnico com auxílio de urbanistas e técnicos urbanos para analisar e sugerir medidas mais restritivas;


2. Fiscalização contínua e eficaz em nossas praias, bares, baladas, pousadas, hostels e casas de aluguel;


3. Efetivar a proibição de caixas de som portáteis em locais público, em especial nas faixas de areia, com o intuito de evitar aglomeração e festas com consumo excessivo de álcool e drogas ilícitas, preservando, desta forma, a tranquilidade e o sossego de residentes e turistas;


4. Fechamento de bares/baladas em funcionamento de forma irregular;


5. Proibição de venda de bebidas alcóolicas entre meia-noite e 6h da manhã;


6. Proibição do consumo de bebidas alcóolicas em locais públicos;


7. Fiscalização efetiva e contínua, com policiamento no centrinho da Praia do Rosa, a partir das 19h, evitando possíveis aglomerações, consumo de drogas e desagradáveis impasses com o direito de ir e vir de residentes e turistas;


8. Realização de campanha de conscientização tendo como público turistas e moradores, a fim de despertar a consciência de que somente unidos seremos capazes de superar esses desafios;


9. Organização e planejamento da prefeitura de Imbituba em relação à Praia do Rosa, valorizando este ponto turístico tão importante e fundamental, promovendo turismo consciente e de base comunitária, conservando suas paisagens naturais e sua biodiversidade ecológica, garantindo espaços públicos, tais como calçadas;


10. Realização de estudos técnicos para a criação de decretos mais restritivos para a abertura de bares/pubs/baladas.

Fonte: Priscila Loch/Sul Agora - Foto: Reprodução
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.