Quarta-feira, 24 de julho de 2024
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Buscar
Fechar [x]
GERAL
09/09/2020 19h10

Governo decide zerar taxa de importação para arroz até o final deste ano

Na prática, a medida pode resultar na diminuição do valor do arroz nas gôndolas, mas não é garantia

O governo federal decidiu zerar a alíquota do imposto de importação para o arroz em casca e beneficiado até 31 de dezembro deste ano. A redução temporária está restrita à cota de 400 mil toneladas. A decisão foi tomada nesta quarta-feira (9), durante reunião do Comitê-Executivo de Gestão (Gecex) da Câmara de Comércio Exterior (Camex). A proposta foi feita pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.


A decisão vai ser publicada no Diário Oficial da União (DOU) nesta quinta-feira (10) e a redução vai começar a valer na sexta-feira (11). Na prática, isso pode resultar na diminuição do valor do arroz nas gôndolas, mas não é garantia. O pacote do produto de 5 kg, que normalmente custa R$ 15, chegou a ser vendido por mais de R$ 40.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Após reunião com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o ministro da Economia, Paulo Guedes, no Palácio do Planalto, o presidente da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), João Sanzovo Neto, disse que depois que a União retirasse a tarifa de importação sobre o arroz era preciso “esperar pra ver” para saber em quanto tempo a situação iria se regularizar.


A alta, que segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Universidade de São Paulo, chegou a 100% em 12 meses, está associada a diversos fatores, como a valorização do dólar, a queda de safra, exportação muito alta e aumento de consumo interno. 

Uol e G1 - Foto: Divulgação
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.