Domingo, 19 de maio de 2024
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Buscar
Fechar [x]
GERAL
20/01/2024 09h26

Documento detalha afastamento de secretários em Florianópolis

Segundo a polícia, os investigados teriam movimentado valores acima de sua renda, em espécie

O documento da investigação que resultou na Operação Presságio, deflagrada na quinta-feira (18), detalhou o suposto esquema de beneficiamento ilícito que resultou no afastamento de dois secretários da prefeitura de Florianópolis e citou servidores públicos comissionados, ex-gestores, assessores e representantes da empresa Amazon Fort, com sede em Rondônia.


A investigação iniciada em janeiro de 2021 começou com uma denúncia de poluição ambiental contra a empresa, contratada através de dispensa de licitação. A forma de entrada na empresa na capital, assim como a duração do contrato, chamaram a atenção dos órgãos de controle.


Segundo a polícia, os investigados teriam movimentado valores acima de sua renda, em espécie, o que indicaria pagamento de propina. Ainda de acordo com o documento, foi criado um esquema de beneficiamento ilícito através da contratação e da manutenção da empresa Amazon Fort no serviço de coleta de lixo de Florianópolis.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O documento que gerou a Operação Presságio cita mais sete acusados, além dos quatro servidores já divulgados, entre eles, os então secretários de Turismo, Ed Pereira, e Meio Ambiente, Fábio Braga. 


Eles foram afastados dos cargos horas depois da deflagração da operação.

Receba outras notícias pelo WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do Sul Agora.

Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.