Quinta-feira, 23 de maio de 2024
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Buscar
Fechar [x]
GERAL
05/12/2023 13h14

Desembargadora é impedida de rever decisões de primeiro grau do processo de Caio Tokarski

A atuação violaria o princípio do juiz natural, o que pode provocar a nulidade do processo

A desembargadora Cinthia Beatriz Schaefer e a 5ª Câmara de Direito Criminal  do Tribunal de Justiça de Santa Catarina estão impedidas de analisar e rever decisões de primeiro grau relacionadas à ação que o ex-vice-prefeito Caio Tokarski responde por decorrência das investigações da Operação Mensageiro.


O desembargador Altamiro de Oliveira concedeu a decisão em caráter liminar, atendendo a um pedido dos advogados Pedro Walicoski Carvalho e Sérgio Ramos, que defendem Caio.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A defesa argumenta que Cinthia conhece o caso, inclusive, tendo sido responsável por várias decisões. No início da ação, todos os réus que detinham mandatos eletivos, como prefeitos e vices, tiveram seus processos conduzidos por Cinthia por conta da prerrogativa de foro. Após as renúncias, os casos foram encaminhados à primeira instância, na comarca de cada réu.


De acordo com os advogados, a atuação violaria o princípio do juiz natural, o que pode provocar a nulidade do processo.


Receba outras notícias pelo WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do Sul Agora.

Com informações do SC em Pauta
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.