Terça-feira, 28 de maio de 2024
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Buscar
Fechar [x]
GERAL
26/03/2024 18h05

Deputado de Santa Catarina pede vistas e adia decisão da Câmara sobre Brazão

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) reuniu-se na tarde desta terça (26)

O deputado Gilson Marques (Novo-SC) apresentou pedido de vista, o que adiará a análise do pedido de prisão do deputado Chiquinho Brazão (sem partido-RJ), suspeito de ser um dos mandantes da execução da vereadora Marielle Franco (Psol-RJ) e do motorista Anderson Gomes, em 2018. A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) reuniu-se na tarde desta terça (26).


Brazão foi preso em flagrante no domingo (24), após ser delatado pelo ex-policial militar e miliciano Ronnie Lessa, apontado como executor do crime, que resultou também na morte do então motorista da vereadora, Anderson Gomes. Como está no exercício do mandato de deputado federal, a prisão é comunicada à Câmara, que decide se o mantém preso ou revoga a prisão. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na CCJ, o processo envolvendo Brazão é relatado pelo deputado Darci de Matos (PSD-SC), que apresentou parecer favorável pela manutenção da prisão. O caso é enviado para o plenário, em que os 513 deputados participam, somente após análise pela comissão.


Além de Chiquinho Brazão, foram presos como suspeitos de serem os autores intelectuais do duplo homicídio o ex-conselheiro do TCE Domingos Brazão, seu irmão, e o ex-chefe da Polícia Civil do Rio Rivaldo Barbosa. Os três alegam inocência.


Receba outras notícias pelo WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do Sul Agora.

Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.