Quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Buscar
Fechar [x]
GERAL
10/11/2020 16h52

“Dr. Cristiano disse que MDB é um partido podre”, afirma ex-presidente do partido em vídeo

Charles Conceição respondeu à declaração dada por candidato a prefeito à Rádio Cidade

Na semana da eleição, o MDB tubaronense viu seu problemas internos aumentarem com as revelações bombásticas de seu ex-presidente, o advogado Charles Conceição, num vídeo que ele postou na tarde desta terça-feira (10) em suas redes sociais. O racha no partido veio a público com exclusividade aqui no Sul Agora em 22 de outubro, com a revelação feita pela filha do deputado Volnei Weber (do mesmo partido), Jordhana, de que o candidato a prefeito, dr. Cristiano, teria destruído a família dela.


O vídeo foi gravado como resposta a uma entrevista que o candidato Dr. Cristiano deu na Rádio Cidade nesta terça (10) de manhã. O jornalista Matheus Aguiar perguntou ao candidato por que Charles Conceição renunciou à presidência do MDB. Dr. Cristiano disse em tom irônico que era cardiologista, e não psiquiatra. "Já que ele não respondeu a pergunta, vou responder por ele", disse Charles no início do vídeo. “Estou fazendo isso mais pela minha família, porque esse candidato já passou dos limites”.


“Quando você é cobrado pelas lideranças do partido sobre a falta de responsabilidade do candidato, por uma série de situações, você, como presidente do partido, tem de chamar o candidato e pedir explicações sobre o acontecido. Infelizmente, esse candidato não gosta muito de ser contrariado. No momento que eu fiz a cobrança dele, ele disse para mim e para os demais membros da executiva e lideranças que não tinha nenhum compromisso com o MDB, e que o MDB era um partido podre. Que no dia 16 de novembro, se perdesse a eleição, sairia do partido, e se ganhasse a eleição, sairia no dia 1º de janeiro”, explicou Charles.


“Eu como presidente do partido naquele momento não poderia aceitar esse tipo de situação. Então, renunciei à presidência. Até agora não sei quem é o presidente do partido, porque aparentemente ninguém quis ainda assumir. Foi isso que aconteceu. Eu não queria expor o partido nesse momento, mas como já é prática desse candidato, ele não respeita ninguém, como faz com todo mundo, como faz com a própria família, com a família dos outros. Eu sou um pouco diferente. Eu respeito a minha família, respeito os meus amigos, respeito o meu partido”, prosseguiu. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Ele poderia ter explicado isso no programa, e não ter feito piadinha, como é o costume dele. Faz a piadinha e depois vem fazendo videozinho se fazendo de vítima. É o costume desse indivíduo”, citou, para mais adiante deixar um recado: "Doutor, larga esse ódio que o sr. tem no coração. Esqueça a situação do hospital, esqueça os médicos, não leve isso para sua vida. O senhor está prejudicando a sua carreira e a sua família porque o sr. não aceita ter sido demitido do Hospital Nossa Senhora da Conceição. Não leve isso pra frente. Faça sua campanha com propostas, faça sua campanha propositiva, não faça uma campanha com ataques a seus oponentes. Não desrespeite as pessoas que estiveram ao seu lado até agora. Tira essa mágoa do seu coração”, continuou o ex-presidente.


“Um pouco mais de compromisso com os candidatos a vereadores, um pouco mais de compromisso com as palavras que o sr. colocou pra eles. Não compromisso financeiro, mas de fazer agenda, reunião, compromissos básicos que um candidato tem que cumprir. Como eu disse: tire essa mágoa do seu coração. Esqueça essa situação. O sr. está ficando doente. Isso é muito triste. A minha solidariedade com a família desse indivíduo, e à família do deputado Volnei Weber também”, fazendo menção aos fatos divulgados pela filha do deputado.


“Doutor, com esse ódio no seu coração o senhor vai precisar logo, logo de um cardiologista. Eu não preciso de um psiquiatra. Acima de tudo, o sr. vai precisar de muitos advogados, para lhe defender em todas as bobagens que o senhor fala. Aí não me procure, como o sr. me procurou lá atrás, lembra aquela situação? Eu não esqueço algumas coisas”, diz no vídeo.


“Lamento muito, a decepção é muito grande. Quero pedir desculpas à minha família e aos meus clientes, principalmente por ter me ausentado muito tempo por causa dessa campanha, desse projeto, que acabou me decepcionando. Quero pedir para as pessoas que eu pedi voto para esse indivíduo que não votem nele. Nós temos mais quatro ótimos candidatos. Vocês façam a sua avaliação. Mas, infelizmente, o meu voto para esse indivíduo eu não vou dar, porque não tem respeito com ninguém, nem com sua a própria família, nem com a sua própria saúde. Doutor, não sou eu que preciso de um psiquiatra, e o senhor sabe disso muito bem”, encerrou o advogado.


Contatado pela redação do Sul Agora na tarde desta terça, Dr. Cristiano afirmou que ainda não havia assistido o vídeo de Charles, por estar em campanha, e que assim que o fizer poderá responder às acusações.

  • 1 / 1
Fonte: Redação - Foto: Reprodução
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.