Quinta-feira, 21 de outubro de 2021
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Buscar
Fechar [x]
ESPORTES
04/10/2021 07h30

Justiça decreta falência da K2 Soccer, empresa gestora do Tubarão

O pedido de falência foi foi feito por causa de uma dívida de R$ 2,4 milhões

Foi decretada na última sexta-feira (1ª) a falência da empresa K2 Soccer S/A, empresa que faz a gestão do futebol do Atlético Tubarão. A decisão foi do juiz da Vara Regional de Recuperações Judiciais, Falências e Concordatas de Florianópolis, Luiz Henrique Bonatelli. 


Com isso, a K2, subsidiária da Baltoro Participações Societárias, está inabilitada para exercer qualquer atividade empresarial até a sentença que declare extintas suas obrigações.


Segundo o presidente do Clube Atlético Tubarão/SPE, Joca Zapolli, dois credores do grupo Baltoro entraram com essa ação, mas a K2 ainda pode recorrer da decisão. O pedido de falência da empresa foi protocolado por Rebeca Barbosa Knunik e Leandro Leitão de Abreu. Eles alegaram que a K2 é devedora de R$ 2.429.866,99 correspondente a um Instrumento Particular de Contrato de Mútuo, celebrado pelas partes em 28 de outubro de 2020.


O presidente do Atlético Tubarão, Gilmar Negro Machado, diz que o clube irá aguardar ainda esta semana e, “se  confirmar o resultado, vamos nos reunir e ver qual caminho tomar”, disse em entrevista ao jornal Diário do Sul.

Existe a possibilidade, segundo informações, de uma empresa comprar o passivo do clube, em que as dívidas totais ultrapassam a casa dos R$ 20 milhões, com um plano de recuperação judicial e, assim, o prazo para fazer o acerto fica mais longo. 


Comentários também dão conta de que ainda há a possibilidade do clube romper o contrato com a K2 e anunciar a queda de divisão, pois, com uma nova troca de CNPJ, o time teria que disputar a terceira divisão do Catarinense.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O pedido de falência já havia sido sinalizado tempos atrás, mas foi negado pela empresa e pelo clube. Em agosto, o Tubarão emitiu uma nota informando que o clube passaria por uma reestruturação após a Série B do Campeonato Catarinense, com o planejamento do restante do ano e da temporada 2022.

A nota foi divulgada após uma entrevista dada pelo técnico Abel Ribeiro, em que ele disse que o Tubarão deveria “fechar as portas” depois da Série B, sem a garantia de que o clube retornaria, seja com ou sem a administração da K2.

“Como o Tubarão não vai disputar mais nada no ano, o que a gente tem da empresa e do presidente é que o Tubarão vai fechar no fim da temporada. Agora, se vai voltar pela empresa ou se vai voltar o futebol, aí eu não tenho nenhuma certeza ainda”, afirmou Abel na época.

Neste ano, por conta da situação financeira, o Tubarão optou por não participar de competições de base e da Copa Santa Catarina, que conta com a presença do Hercílio Luz.

Reestruturação após a série B

“O Clube Atlético Tubarão esclarece que, após a Série B do Campeonato Catarinense, será realizada uma reestruturação do clube, com o planejamento do restante do ano e da temporada 2022. O objetivo é organizar o retorno das categorias de base (sub-20, sub-17 e sub-15), a retomada do Certificado de Clube Formador da CBF e também o futebol profissional para o próximo ano”, disse a nota oficial emitida no fim de agosto.


Curta nosso Facebook e acompanhe tudo o que acontece no Sul. Agora: https://www.facebook.com/sulagora

Fonte: Redação Sul Agora, com informações do DS e do TJSC - Foto: Silas de Bona/C.A. Tubarão
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.