Quinta-feira, 02 de dezembro de 2021
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Buscar
Fechar [x]

BLOGS E COLUNAS

A paixão cega a razão

24/11/2021 17h04

Deve ter alguma relação com o fato der sermos o país do futebol, mas é certo que estamos habituados a torcer por um time desde pequenos. A paixão pelo clube supera tudo, mas como toda paixão nos torna cegos. Por isso, relevamos dirigentes que enriquecem às custas do nosso time, enquanto o clube não tem dinheiro nem para pagar a folha em dia. Toleramos uma péssima administração, que gasta mais do que arrecada, e ainda sim não deixamos de torcer, seja em qual divisão nosso time estiver.


Isso, de certo modo, foi levado para a política, aqui no Brasil. O que mais se vê, basta acompanhar qualquer rede social, é torcedor de político. Por seu político de estimação, o fanático, cego de paixão, será mais tolerante que mulher de malandro. Não importa se o político para quem se torce está envolvido até o pescoço com rachadinhas, laranjais, Bolsolão e milícias. Muito menos com mensalão e petrolão. Esse político terá seu amor eterno, ainda que diga ou cometa as piores barbaridades.


Tudo será relevado ou, ao menos, relativizado. O fanático, seja ele de qualquer ideologia, da extrema-esquerda à extrema-direita, terá sempre uma explicação pronta para justificar os desvios de seu ídolo. Mas a torcida por ele nunca é abalada, continua fiel, mesmo que seu político seja de quinta categoria. Seu torcedor estará sempre a postos para atacar e ofender os que pensam diferente, como costumam fazer os vândalos que se escondem sob a forma de torcida organizada, durante um jogo de futebol.


Nos Estados Unidos também há uma torcida declarada entre os eleitores, que os divide em republicanos e democratas. Um com visão conservadora, e o outro, liberal. Mas essa torcida é por partidos, não por políticos, como acontece por aqui. Ser liberal, conservador, progressista, depende da visão de mundo de cada um. Torcer por políticos, independentemente do que façam ou deixem de fazer, é que transforma quem assim o faz num torcedor fanático, cego de paixão. E, logicamente, sem nenhuma razão.

LÚCIO FLÁVIO
Lúcio Flávio de Oliveira
Diretor de Redação do Sul Agora. Lúcio Flávio é formado em Comunicação Social (Jornalismo) e Direito pela Unisul e tem MBA em Gestão Empresarial pela FGV.
CARREGAR MAIS
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.