Domingo, 21 de abril de 2024
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Buscar
Fechar [x]
BRASIL
30/12/2020 09h09

Ministério da Saúde prevê vacinação entre 20 de janeiro e 10 de fevereiro

Segundo órgão, fabricantes precisam do registro junto à Anvisa

O Ministério da Saúde disse, na terça-feira (29), que deverá começar a vacinação entre 20 de janeiro e 10 de fevereiro de 2021, mas que precisa que "os fabricantes obtenham o registro das vacinas da covid-19 junto à Anvisa". 


As declarações do secretário-executivo Élcio Franco ocorrem após posicionamento da Pfizer, feito segunda-feira (28), que disse que o Brasil exige "análises específicas" que deixam o processo mais lento.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Na melhor hipótese, nós estaríamos começando a vacinação a partir do dia 20 de janeiro. Num prazo médio, entre 20 de janeiro e 10 de fevereiro. E no prazo mais longo, a partir de 10 de fevereiro", disse o secretário-executivo. 


"Nós precisamos que os fabricantes obtenham o registro junto à Anvisa, e que eles entreguem doses suficientes para que sejam distribuídas. O Ministério da Saúde enquanto Ministério da Saúde tem feito a sua parte, fizemos o plano nacional de imunização, estamos com a operacionalização pronta, nos preparando para esse grande dia, mas precisamos que os laboratórios solicitem o registro".


As declarações ocorrem enquanto dezenas de países já começaram suas companhas de vacinação - Estados Unidos, China, Canadá, Rússia, assim como a União Europeia. Nesta terça-feira, a Argentina começou a vacinar a população. O Brasil, apesar de ter contrato com a vacina da AstraZeneca e da Universidade de Oxford (produção pela Fundação Oswaldo Cruz), ainda não conseguiu aprovar o produto e iniciar a imunização.

G1 - Foto: Divulgação
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.