Sexta-feira, 01 de março de 2024
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Buscar
Fechar [x]
MUNDO
13/02/2021 19h12

Senado dos EUA absolve Trump em 2º processo de impeachment

Sete republicanos votaram a favor de ação

O Senado dos Estados Unidos decidiu absolver neste sábado (13) o ex-presidente Donald Trump da acusação de incitação à insurreição na invasão do Capitólio ocorrida no dia 6 de janeiro. Foram 57 votos a favor e 43 contrários - sendo que todos os democratas foram favoráveis além de outros sete republicanos.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No primeiro processo de impeachment, no início do ano passado, apenas um republicano votou a favor, o senador Mitt Romney, que foi favorável mais uma vez agora. Além dele, votaram pela condenação de Trump os republicanos Richard Burr, Bill Cassidy, Pat Toomey, Ben Sasse, Lisa Murkowski e Susan Collins.

O resultado não surpreende, já que os democratas precisavam "virar" 17 senadores na sessão, mas é bastante representativo sobre o enfraquecimento do ex-mandatário perante os seus correligionários.

A sessão deste sábado foi marcada por bastante tensão após o plenário aprovar a convocação de testemunhas para as audiências.


No entanto, após um acordo entre democratas e republicanos, optou-se por adicionar apenas um depoimento de testemunha por escrito.

A mudança ocorreu porque o processo poderia se arrastar por vários dias, até duas semanas, com os defensores de Trump informando ter uma lista de "mais de 100 nomes" para depor.

A acusação alertou por diversas vezes que era preciso "dar uma resposta" dura ao episódio para que ele não se repetisse no futuro. Já a defesa chamou a situação de "caça às bruxas" e disse que os congressistas não têm mais jurisdição sobre o ex-presidente.

A invasão do Capitólio deixou cinco mortos, além de três suicídios relacionados ao evento: dois policiais que faziam a segurança do prédio e um acusado de invadir o local.

Como já não é mais presidente dos EUA, caso o impeachment fosse aprovado, Trump perderia apenas os direitos políticos para uma possível nova disputa.

Fonte: Terra
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.