Terça, 11 de agosto de 2020
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • E-mail
Buscar
Fechar [x]
GERAL
11/12/2019 07h03

Região vai completar um ano sem o registro de morte de botos provocada por redes de emalhe

Somente em 2018, 15 animais perderam a vida entre Tubarão e Laguna

Uma estatística bastante positiva para a região está prestes a ser alcançada. No próximo domingo, dia 15 de dezembro, fará um ano sem o registro de morte de botos por rede de emalhe em Laguna e Tubarão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Esse resultado é consequência das legislações municipais da cidade de Laguna e Tubarão e da fiscalização rigorosa dos órgãos ambientais", afirma Fernando Magoga, comandante da Polícia Ambiental em Laguna.


O emalhe é uma rede de forma retangular que se estendem ao mar nos pontos de passagem de cardumes e que, usado de forma irregular, estava provocando a morte de muitos botos na região. Somente em 2018, 15 animais foram encontrados sem vida e pelo menos nove deles faziam parte da área costeira de Laguna. Isso fez com que tanto Laguna quanto Tubarão aprovassem leis de defesa dos botos e que proíbem o uso das redes de emalhe.


Segundo o biólogo e professor da Udesc Pedro Volkmer de Castilho, que coordena o Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS/Udesc), apenas dois botos foram encontrados mortos em Laguna neste ano – nenhum deles por conta do artefato de pesca.



Fonte: Guilherme Corrêa / SulAgora
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • E-mail
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia