Sábado, 25 de maio de 2024
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Buscar
Fechar [x]
GERAL
19/12/2023 14h44

Mulher condenada por matar gata a enxadadas tem a pena mantida pelo TJ

A ré alegou que o animal tinha comportamento arisco e 'poderia ter um espírito ruim no corpo'

O Tribunal de Justiça confirmou sentença do juízo da 2ª Vara Criminal da comarca de Tubarão, que condenou uma mulher por crime de maus-tratos majorado pela morte de animal doméstico. A ré agrediu uma gata com golpes de enxada, sob a justificativa de que o felino era de difícil trato e de comportamento arisco.


Em 21 de outubro de 2020, policiais militares constataram que a mulher colocou o animal num saco antes de aplicar os golpes. A acusada não negou o ato. Ao justificar, afirmou que a gata era diferente de todos os demais felinos da residência. Fazia xixi em cima da pia ou no travesseiro, além de muita sujeira. Era arisca, não ficava no colo e "poderia ter um espírito ruim no corpo".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A ré alegou que se arrependeu e que passava por período estressante, com muitas demandas em casa - sobretudo com a saúde do marido, acamado, e com uma filha que estava com a perna quebrada.


Ela foi condenada a dois anos e quatro meses de reclusão em regime aberto. A pena foi substituída por uma prestação pecuniária - ou seja, um pagamento em dinheiro.


Receba outras notícias pelo WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do Sul Agora.

Imagem: PM
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.