Sexta-feira, 19 de julho de 2024
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Buscar
Fechar [x]
GERAL
04/07/2024 16h45

Cirurgião de SC reconstrói gratuitamente lábio de influencer

Os procedimentos acontecem no hospital dele, em Araranguá, ou na clínica, em Palhoça

O rosto da influenciadora Mariana Michelini, que perdeu o lábio em uma harmonização com PMMA em 2020 no interior de São Paulo, foi reconstruído gratuitamente em Santa Catarina, através de uma iniciativa voltada a pacientes de baixa renda que possuem deformação na face.


Os procedimentos acontecem no hospital dele, em Araranguá, ou na clínica, em Palhoça, dependendo da complexidade. De acordo com o idealizador, cerca de 15 profissionais atuam na iniciativa, entre médicos, anestesistas e bucomaxilos. Não há parcerias com o poder público, segundo ele.


"Todos eles cedem seus horários, e como eu tenho um espaço, o hospital é meu, então eles não têm custo. Esse projeto é totalmente gratuito para pessoas de baixa renda", disse o médico ao portal G1 SC.


O projeto "Leozinho" foi criado pelo cirurgião bucomaxilofacial Raulino Brasil, em 2021. Desde então, cerca de 30 pacientes foram beneficiados com os procedimentos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Entre eles, está Mariana, considerada pelo cirurgião como um dos casos mais desafiadores da carreira. Ela o encontrou por meio de uma seguidora. Mariana chegou a ser considerada como um caso impossível por outros profissionais. "Ouvi que nada poderia ser feito", comenta.


Na terça-feira (2), Raulino foi responsável por uma nova etapa no processo de restruturação do rosto de Mariana, paciente acompanhada por ele desde dezembro de 2023. Ele usou um retalho da língua dela como enxerto para restaurar o lado esquerdo do lábio superior. O mesmo já havia sido feito na parte direita, em junho.


Caso com PMMA


Para o cirurgião, o processo de reconstrução da influenciadora Mariana Michelini é um dos mais desafiadores da carreira. "Um caso bem difícil, mas está dando tudo certo", comentou.


A influenciadora relata que há quatro anos, quando realizou um preenchimento labial pela primeira vez, em Matão (SP), foi enganada.


Disse que, ao invés de ácido hialurônico, comum nesses procedimentos, uma substância permanente, o PMMA, foi injetada sem seu conhecimento. Meses depois, houve inflamação e ela precisou retirar o lábio superior.


O uso do produto para fins estéticos, apesar de ser liberado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), não é recomendado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). Sua venda não é restrita, de modo que profissionais não médicos podem fazer aplicações.


Receba outras notícias pelo WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do Sul Agora.

Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.