Sábado, 21 de maio de 2022
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Buscar
Fechar [x]

BLOGS E COLUNAS

Doutor Estranho no Multiverso de Loucura

11/05/2022 09h28

Tido e havido como um divisor de águas dentro do Universo Cinematográfico Marvel desde quando seu primeiro trailer foi revelado, e após os acontecimentos vistos em Homem-Aranha Sem Volta Para Casa, este Doutor Estranho No Multiverso da Loucura (Doctor Strange in the Multiverse of Madness, Marvel Studios, EUA/2022) cumpre o que promete.


Efeitos especiais de cair o queixo, trama elaborada (até demais!) e desafiadora, muitas e muitas referências – e homenagens – e um desfecho intrigante são os componentes da segunda aventura solo do Mago Supremo nos cinemas, no grande lançamento da semana.


ELENCO AFIADO E EFEITOS MAIS DO QUE ESPECIAIS
    

A trama deste segundo Doutor Estranho mostra o debochado mago tendo que lidar com as consequências de ter mexido com o multiverso no último Homem-Aranha, quando bate à sua porta uma menina que tem o poder de viajar pelos universos paralelos e que está sendo perseguida por um demônio.


A história, conforme visto nos trailers, nos leva à Wanda Maximoff, ou, como é mais conhecida, a Feiticeira Escarlate, a quem Stephen pede ajuda para salvar a garota, a até então desconhecida (nos cinemas, pois nos quadrinhos é muito popular) America Chavez.


Tudo muito bom, tudo muito lindo, até que as reviravoltas da trama – sim, no plural – começam a acontecer, e é onde encerro minha descrição do enredo do longa. Agora, vai pro cinema para descobrir o resto.


Esta segunda produção do maior mago da Marvel segue o padrão visual apresentado no filme original, e nas outras aparições de Strange no UCM, como nos dois últimos Vingadores e no já citado Homem-Aranha Sem Volta Para Casa. Ou seja, o espetáculo dos esfeitos especiais está garantido, não só quando Estranho usa seus poderes místicos, mas também quando os demais magos, e aí incluem-se seu inseparável amigo Wong, o vilão (ou aliado?) Barão Mordo, e todos os outros integrantes e protetores do Kamar-Taj, o templo mágico dos magos.


Benedict Cumberbatch está extramente à vontade, a essa altura, no papel do herói, não só em seu sarcasmo característico, como no uso das mãos e do corpo ao invocar seus poderes, aliada à química poderosa que possui com Benedict Wong, que interpreta seu aliado de primeira ordem. 


Retornam nesta sequência Rachel McAdams, como Christine, aqui com uma participação bem mais relevante do que no primeiro filme, e Chiwetel Ejiofor, novamente dando vida, de forma marcante e elegante, ao Barão Mordo. E, lógico, Elizabeth Olsen está magnífica como Wanda, deslumbrante!


Obviamente, o fã mais ardoroso do UCM sabe que o elenco conta com vários outros nomes, em papéis surpreendentes e que, claro, não citarei aqui para não estragar a experiência de ninguém. Mas fique atento, em algum momento, quando entram alguns acordes de uma certa trilha sonora, quando um personagem aparece que, pra quem viveu sua infância/adolescência nos anos 90, vai fazer escorrer uma lágrima – ou mais – dos olhos… Vai por mim…


EPISÓDIO DE UMA SÉRIE – PRECISA DE CONTEXTO


Já tirando o sofá da sala, No Multiverso da Loucura não é um filme para o espectador casual, ou seja, aquele que está de bobeira no shopping e de repente entra no cinema pra passar o tempo. Quem fizer isso não vai entender bulhufas do que está acontecendo na tela.


Isto porque, como se sabe, o Universo Cinematográfico Marvel é amarrado, coeso (tudo bem, tem um furo ali, outro aqui, é bem verdade…) e entrelaçado, isso desde 2008, quando chegou aos cinemas o primeiro Homem de Ferro. E isso é escancarado a essa altura, com mais de dez anos de UCM entre nós.


Isto posto, saiba que para entender e aproveitar tudo que Doutor Estranho 2 tem a oferecer você tem que, OBRIGATORIAMENTE, ter assistido, se não a tudo, ao menos a boa parte das produções anteriores deste universo, e isso inclui não só filmes, mas também as recentes séries lançadas pelo Disney Plus, o serviço de streaming da dona da Marvel. Vamos a elas:


- Vingadores

- Vingadores: Era de Ultron - FUNDAMENTAL

- Homem-Aranha De Volta Para Casa

- Doutor Estranho – FUNDAMENTAL

- Capitão América: Guerra Civil

- Vingadores: Guerra Infinita

- Vingadores: Ultimato

- Homem-Aranha Longe de Casa

- Homem-Aranha Sem Volta Para Casa - FUNDAMENTAL

- What If (série Disney Plus)

- WandaVision (série Disney Plus) - FUNDAMENTAL

- Loki (série Disney Plus)


SERVIÇO


Doutor Estranho No Multiverso da Loucura é dirigido por Sam Raimi, da trilogia original do Homem-Aranha, com Tobey Maguire, e isto é facilmente notado no clima de filme de terror que é sua marca registrada desde o clássico Evil Dead. É muito gratificante perceber que ele não perdeu a mão, pelo contrário. Ah, o longa, como é tradição, possui duas cenas pós-créditos. Uma, logo após o título, importante; a segunda, depois de todos os créditos, uma piadinha.


Em Tubarão, o filme está em cartaz no Cine Show do Farol Shopping, com sessões às 13h40 (dublado 2D), 14 horas (dublado 3D), 16h10 (dublado 2D), 16h30 (legendado 3D), 18h20 (dublado 2D), 18h40 (dublado 2D), 18h50 (legendado 2D), 19 horas (dublado 3D), 21h10 (legendado 2D) e 21h30 (dublado 3D). Estes horários são válidos para esta primeira semana de exibição. Bom filme!

  • 1 / 1
MAX ALEXANDRE
Cultura pop (e outras nerdices)
Jornalista, comunicador social da prefeitura de Tubarão, apaixonado por filmes, séries, games, HQs e cultura pop em geral, desde sempre.
CARREGAR MAIS
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.