Sexta-feira, 21 de junho de 2024
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Buscar
Fechar [x]

BLOGS E COLUNAS

A última missão de um grande herói

02/06/2024 08h39

Em uma parte do filme "O Curioso Caso de Benjamin Button", Daisy estava no auge da carreira de bailarina. Dançava nos palcos de Viena, Londres, Praga... Mas, às vezes, estamos numa rota de colisão e não podemos fazer nada para evitar.

Pois vejam que estranho os fatos aleatórios que puseram fim na carreira de bailarina de Daisy. Uma mulher estava indo fazer compras, mas ela esqueceu seu casaco e voltou para pegar. Quando ela pegou seu casaco, o telefone tocou e ela resolveu atender e conversou por uns minutos. Enquanto falava ao telefone, Daisy estava ensaiando para uma apresentação. A mulher, após o telefonema, saiu para pegar um táxi. No meio do caminho, o táxi teve que parar repentinamente, pois um homem atravessou a rua correndo, saindo do trabalho cinco minutos mais tarde que de costume, porque esqueceu de ajustar seu relógio.

Enquanto aquele homem estava atravessando a rua, Daisy terminou de ensaiar e foi tomar banho. Enquanto Daisy tomava banho, o táxi esperava a mulher pegar um pacote de encomenda que ainda não tinha sido embrulhado porque a moça da loja que devia embrulhá-lo rompeu com seu namorado na noite anterior e esqueceu. Quando a mulher voltou para o táxi, o carro foi bloqueado por um caminhão de entrega. Enquanto isso, Daisy já estava se arrumando. O caminhão de entrega se afastou e o táxi pôde seguir em frente.

Enquanto isso, Daisy, a última a se arrumar, esperava pela amiga dela, cujo cadarço arrebentara. Enquanto o táxi estava parado esperando o sinal abrir, Daisy e sua amiga saíam pelos fundos do teatro. Se ao menos uma coisa tivesse ocorrido de forma diferente, se o cadarço não tivesse rebentado, se o caminhão de entrega tivesse se afastado mais rápido, se o pacote tivesse sido embrulhado antes ou se aquele homem que saiu do trabalho estivesse com o relógio ajustado, Daisy e sua amiga teriam atravessado a rua, e o táxi não a teria atropelado.

Mas, sendo a vida como ela é, uma série de eventos e incidentes interligados que não se pode controlar, aquele táxi não passou direto, o motorista teve um momento de distração, atropelou Daisy e quebrou a perna dela, encerrando sua carreira de bailarina.

Na tarde de sábado (1º/6), morreu afogado no Rio Tubarão o sargento do Corpo de Bombeiros Anderson Martins Cardoso. Segundo informações de testemunhas, ele estava de carona em um Uber que, por acaso, passava pela ponte do Morrotes justamente no momento em que um homem (ainda não identificado) decidiu que não valia mais a pena viver e saltou da ponte.

Ao testemunhar a cena, Anderson, que além de bombeiro era coordenador regional da Defesa Civil, pediu para descer do Uber e heroicamente entrou na água suja e gelada do Rio Tubarão para tentar salvar aquele homem desconhecido.

Fico imaginando a série de fatos misteriosos e aleatórios que fizeram com que Anderson, um dos poucos homens dessa cidade que teria compaixão e coragem para fazer o que fez, passasse por aquele lugar exatamente naquele momento. Se ao menos uma coisa tivesse ocorrido de forma diferente, se o Uber tivesse atrasado a saída ou ficado parado no sinal vermelho do último semáforo que passou, Anderson não teria passado pela ponte do Morrotes naquele exato instante e o desfecho desta história teria sido outro.

Mas a vida é assim, uma série de eventos e incidentes interligados que fogem à nossa vã capacidade de compreensão. Quando aquele homem resolveu pular da ponte, gerou uma série de eventos que modificou a vida de outras pessoas.

Anderson, agora só me resta agradecer por sua coragem e dedicação. Siga em paz, guerreiro, você cumpriu sua nobre missão nesta terra!



MACIEL BROGNOLI
Crônicas e contos
Maciel Brognoli é guarda municipal de Tubarão, graduado em Administração Pública, especialista em Segurança Pública e Gestão de Trânsito e escritor. Ocupa a cadeira n° 27 da Academia Tubaronense de Letras (Acatul) e escreveu quatro livros.
CARREGAR MAIS
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.