Quinta-feira, 15 de abril de 2021
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • E-mail
Buscar
Fechar [x]

BLOGS E COLUNAS

Com quantas mortes se faz um impeachment?

26/03/2021 15h23

No princípio ainda não era o caos. Seriam 2.100 mortos por covid, segundo o ex-ministro Osmar Terra – como se uns 10 aviões caíssem com mais de 200 pessoas cada um deles. As mortes por covid não chocariam tanto quanto a imagem tenebrosa dos aviões caindo porque, afinal, seriam mortes espalhadas pelo país.


Mas os números foram aumentando, e o dono do grupo Madero falava, então, que o Brasil não poderia parar por 5 ou 7 mil mortes. No dia em que chegamos aos 10 mil mortos, Bolsonaro programou um churrasco, depois cancelado, e foi passear de jet ski no Lago Paranoá, mostrando total falta de empatia pelas vítimas.


O número de mortos crescia sem parar, e o presidente trocava ministros da Saúde que seguiam a Ciência e insistia na cloroquina, da mesma forma que desprezava as negociações para a compra de vacinas. Quando o Brasil chegou ao terrível número de 100 mil mortos, em agosto, Bolsonaro fez uma live para dizer: ”Vamos tocar a vida”.


Em janeiro desse ano chegamos aos 200 mil mortos, e Bolsonaro insinuou que nem todas teriam sido por covid. Levamos apenas mais 75 dias para que o país atingisse a triste marca de 300 mil mortos. Hoje, de cada quatro pessoas que morrem dessa doença no mundo, uma delas é brasileira. Mais alguns dias serão 400 mil mortos. E daí?


No meio do ano chegaremos ao meio milhão de mortes, e a pergunta que se faz é: qual o limite? Quantos precisarão morrer até que se possa afastar um presidente que não só atrapalhou os esforços do país em busca da vacina salvadora, como empurrou vários para a morte, pelo exemplo negativo? Alguém tem essa resposta?

LÚCIO FLÁVIO
Lúcio Flávio de Oliveira
Diretor de Redação do Sul Agora e do jornal Diário do Sul. Lúcio Flávio é formado em Comunicação Social (Jornalismo) e Direito pela Unisul e tem MBA em Gestão Empresarial pela FGV.
CARREGAR MAIS
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • E-mail
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia