Sábado, 29 de janeiro de 2022
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Buscar
Fechar [x]
MUNDO
27/12/2021 08h12

Com propagação da ômicron pelo mundo, mais de 7.000 voos são cancelados no fim de semana

França superou a marca de 100 mil novos casos de covid-19 em 24 horas no sábado de Natal, um número sem precedentes

Mais de 7.000 voos foram cancelados em todo o mundo durante o fim de semana prolongado de Natal devido à propagação acelerada da variante ômicron da covid-19, que afeta em particular as tripulações das companhias aéreas.


A Europa é atualmente a região com mais casos, com mais de três milhões nos últimos sete dias, 57% do total mundial, assim como a maior quantidade de mortes, seguida por Estados Unidos e Canadá (1,4 milhão de novos contágios).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A França superou a marca de 100 mil novos casos de covid-19 em 24 horas no sábado de Natal, um número sem precedentes. O governo avaliará a situação em uma reunião na segunda-feira.


As contaminações detectadas caíram neste domingo: foram cerca de 27,7 mil novos casos em 24 horas, segundo dados oficiais, uma queda relacionada ao fechamento de diversas farmácias e centros de testes de detecção em função do Natal.


Enquanto isso, nos Estados Unidos, onde foram registrados cerca de 190 mil novos casos diários nos últimos sete dias, as autoridades sanitárias de Nova York alertaram sobre uma alta de hospitalizações de crianças, a metade deles menores de cinco anos, que ainda não são elegíveis para serem vacinados.


O relatório mais recente do site Flightaware informa quase 2.200 cancelamentos de voos neste domingo, incluindo mais de 570 voos internacionais ou domésticos nos Estados Unidos. No sábado, o mesmo site registrou quase 2.800 cancelamentos de voos, 970 deles nos Estados Unidos. Na sexta-feira os cancelamentos se aproximaram de 2.400, além de 11 mil voos adiados, segundo o Flightaware.


Muitas companhias aéreas foram obrigadas a deixar pilotos, comissários de bordo e outros funcionários em quarentena, depois que os trabalhadores foram expostos à covid. As empresas Lufthansa, Delta e United Airlines cancelaram diversos voos.


De acordo com o Flightaware, a United Airlines teve que cancelar 439 voos na sexta-feira e sábado, quase 10% das viagens programadas.


"O pico de casos de ômicron em todo país esta semana teve um impacto direto nas nossas tripulações e nas pessoas que dirigem nossas operações, afirmou a empresa americana em um comunicado", no qual afirma que busca soluções para os passageiros afetados.


A Delta Air Lines cancelou 310 voos no sábado e 170 na sexta-feira, também de acordo com o Flightaware, que menciona a ômicron como o principal motivo do problema e, em menor medida, as condições climáticas adversas.

Fonte: G1 - Foto: Divulgação
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.