Sábado, 23 de outubro de 2021
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Buscar
Fechar [x]
GERAL
30/07/2020 09h02

Idosos escrevem cartas sobre isolamento na pandemia

Eles detalham como é a rotina, interação com a família e planos para o futuro pós-pandemia

Os idosos que fazem parte do grupo de Inclusão Digital e Alfabetização de Lauro Müller estão escrevendo cartas contando os detalhes da vida no isolamento social causado pela pandemia de covid-19. Nas últimas semanas, como parte das atividades sugeridas, eles detalham como é a rotina, a interação com os familiares, os planos para o futuro pós-pandemia, num esforço que une o aprendizado e a interação com o mundo externo, via internet.

O acompanhamento aos idosos integrantes do programa é feito pela prefeitura, por meio da secretaria de Assistência Social de Lauro Müller e do Centro de Referência em Assistência Social (Cras). Eles se encontravam no Centro Comunitário do distrito, mas, por conta do coronavírus, tiveram as aulas suspensas, para evitar aglomeração. Assim, a secretaria encontrou no acompanhamento a distância a forma de seguir com a inclusão social.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os cerca de 20 alunos têm a primeira interação com o computador, principalmente para a digitação de textos e a exploração da internet. Durante as aulas a distância, muitos participantes passam a ler e a escrever com o aprendizado vindo do contato com a informática, tendo a supervisão do orientador Marius Ronchi, que antes ministrava as aulas presencialmente e agora faz o acompanhamento dentro das normas de distanciamento social. “Ao contar a rotina nesta pandemia, os alunos aprendem a escrever e a lidar com a tecnologia por meio do computador. Nosso trabalho, além de ensinar, aproxima as pessoas que estão isoladas e são as mais vulneráveis à pandemia”, afirma.

“Nesse momento de isolamento causado pela pandemia do coronavírus, a importância dos trabalhos está em aproximar os idosos, promovendo um canal de interação com o mundo externo e com as pessoas”, lembra o prefeito Valdir Fontanella. “Nossa missão, nesse caso, além de ensinar a ler ou interagir com o computador, é trazer um rosto amigo, uma conversa e um alento para quem está em casa, em isolamento social há meses”, diz.

Olandina Cardoso Pacheco, a Landa, é moradora do distrito de Guatá e uma das alunas do programa. “É muito bom para a gente, principalmente durante essa época de pandemia. Quero agradecer a todos”, diz.

Os idosos que quiserem fazer parte do projeto podem entrar em contato com o Cras de Lauro Müller pelo telefone (48) 3464-4284, de segunda a sexta-feira.

Fonte: Prefeitura de Lauro Müller
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.