Quinta-feira, 02 de dezembro de 2021
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Buscar
Fechar [x]

BLOGS E COLUNAS

Ghostbusters - Mais Além

19/11/2021 09h21

Vamos tirar de cara o sofá da sala: o novo Caça-Fantasmas é extraordinário! Emoção é o tom, é o mote, é o norte desta que é considerada a continuação mais esperada de todos os tempos. Se de fato era, não sei. Mas, se você é, assim como eu, da geração que cresceu com os quatro atrapalhados cientistas que caçam espectros em Nova York, seja nos cinemas na época dos originais, seja nas Sessões da Tarde da vida, pare agora tudo o que está fazendo e vá comprar seu ingresso: “Ghostbusters – Mais Além” (Ghostbusters: Afterlife, Columbia Pictures, EUA/2021) é obrigatório!!!!


NOSTALGIA À FLOR DA PELE


Antes de mais nada, vamos explicar essa história do nome do filme. Nas peças promocionais, em todas, você deve ter percebido que está escrito Ghostbusters, em inglês, mesmo com o subtítulo, Mais Além, em português. Dois são os motivos que explicam isso. Primeiro, a tentativa de distanciar esta produção daquele Caça-Fantasmas de 2016, estrelado apenas por mulheres e que tinha o objetivo de reiniciar a franquia. Fracasso total, não pelo fato de ser com mulheres, mas pelo roteiro fraco e a infeliz decisão de não fazer ligação com o original.


E o segundo motivo é puramente comercial, já que no mundo todo os bonequinhos, carrinhos e etc vêm com o nome em inglês. Mas como não tenho nada a ver com isso – a não ser, claro, que você queira me presentear com os bonequinhos ou um Ecto-1 (o famoso carro do grupo), o que eu adoraria - a partir de agora chamo este filme simplesmente de Caça-Fantasmas 3. Ponto.

E uma vez que este é o verdadeiro Caça-Fantasmas 3, vamos ao filme. A trama gira em torno de uma família, composta por uma mãe e seus dois filhos, um de quinze e uma de doze anos de idade, que, com dificuldades financeiras, se vê obrigada a se mudar para uma cidade do interior, no meio do nada, onde ela tinha recebido uma antiga fazenda como herança após a morte de seu pai, com quem ela não falava há anos, desde que ele, supostamente, a abandonou.

A partir daí, aos poucos, e em um ritmo ideal para que conheçamos cada um destes novos personagens, o legado dos Caça-Fantasmas começa a aparecer, uma vez que descobrimos passo a passo que família é esta e sua relação com este universo.


ELENCO NOVO, MAS COM O ELENCO ANTIGO


A família tem como destaque a menina de doze anos, Phoebe, vivida de maneira fantástica por McKenna Grace. A seu lado temos o primeiro amigo que ela faz na nova cidade, o intrépido e divertido Podcast, interpretado de forma igualmente excepcional por Logan Kim, um achado dos grandes. Ele está excelente no papel! Junto ao grupo temos o irmão de Phoebe, o envergonhado Trevor, o rosto obviamente mais conhecido da nova trupe, já que é vivido por Finn Wolfhard, o Mike de Stranger Things. Por fim, mas não menos importante, a menina Lucky, e sua intérprete Celeste O’Connor. Atenção a ela.

Temos ainda a mãe da família, Callie, interpretada por Carrie Coon, e o seu interesse amoroso, por assim dizer, o professor Grooberson, papel de Paul Rudd (o Homem-Formiga da Marvel).

E, claro, temos o elenco original. O visto nos trailers, e, principalmente, o não visto. Acredite, aqui a emoção pega muito forte. Emoção de fazer chorar mesmo. Chorar em um filme dos Caça-Fantasmas?? É, chorar em um filme dos Caça-Fantasmas! E não é pouco!! Ver de novo as mochilas protônicas, as armadilhas, o detector espectrométrico, o Ecto-1… quando a sirene do Ecto-1 soa pela primeira vez, é forte… é sim emocionante, de verdade!

A direção de Jason Reitman, filho de Ivan Reitman, responsável pelos dois longas originais, e que aqui é produtor, foi certeira em equilibrar a nostalgia com a novidade, o que vai agradar muito tanto a velha guarda quanto a garotada, aqueles que hoje curtem Marvel, a já citada Stranger Things e cia. limitada…

O respeito, o cuidado, a reverência feita a Bill Murray, Dan Aykroyd, Ernie Hudson, Annie Potts e, claro, Harold Ramis… ou melhor, Peter Venkman, Ray Stantz, Winston Zeddemore, Janine Melnitz e Egon Spengler, respectivamente… espera aí, escorreu mais uma lágrima aqui… perdão… permeiam toda a produção, e a homenagem é linda!

Como o próprio diretor disse: Caça-Fantasmas 3 é um filme feito por uma família, sobre uma família e para a família! Sem mais...
    

SERVIÇO

Como dica, assista ao original (caso você tenha cometido a blasfêmia de não tê-lo assistido até este momento da sua vida!) antes de ir ao cinema. Não é obrigatório, mas se o fizer, a experiência será diferente, e para melhor! Não precisa assistir ao Caça-Fantasmas 2, ele não é referenciado. Mas o primeiro é muito de bom tom que você o veja.

O filme estreou no Brasil nesta quinta-feira (18), e chega ao resto do mundo nesta sexta (19). Em Tubarão, o longa está em cartaz no Cine Show do Farol Shopping com sessões às 14 horas, 16h20, 18h20, 18h45, 20h45 (todas estas dubladas) e às 21h10, esta cópia legendada.

E então, alguma coisa estranha está acontecendo na sua casa? E que não tem explicação? Você já sabe então quem tem que chamar! OS CAÇA-FANTASMAS!!!



P.S: Existem duas cenas pós-crédito. Uma logo após os créditos principais, e a segunda lá no final, depois de todos serem creditados. Fique ligado!

  • 1 / 1
MAX ALEXANDRE
Cultura pop (e outras nerdices)
Jornalista, comunicador social da prefeitura de Tubarão, apaixonado por filmes, séries, games, HQs e cultura pop em geral, desde sempre.
CARREGAR MAIS
Agora Sul
  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Contato
Sulagora.com. Tudo o que acontece no Sul. Agora. © 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.